O negócio de milhões do bebé real

the sun_2Desde botinhas para crianças com as cores da bandeira inglesa a pijamas a dizer “Nascido para Reinar”, é extensa a oferta de produtos de bebé que marcam a chegada do herdeiro real.

Estima-se que a gama de “merchandising” associada ao nascimento do futuro monarca britânico ronde qualquer coisa como 300 milhões de euros. «O nascimento do bebé do Duque e da Duquesa deve ser uma ocasião de regozijo, e nós reconhecemos que existe uma história longa e feliz de pessoas que produzem recordações para marcar os grandes eventos reais», disse aos media britânicos um porta-voz do Palácio de St. James.

E estes eventos podem, de facto, gerar valor elevado. Alguns analistas estimam que a febre em torno do nascimento do bebé real pode estimular a economia até 284 milhões de euros, com pelo menos 93 dos quais a serem gastos em recordações. De resto, já no casamento em 2011, do Príncipe William com Kate Middleton, foram registadas vendas de “souvenirs” no valor de 233 milhões de euros.

Um pijama feito como se fosse o uniforme da guarda real é um dos produtos à venda nas lojas do palácio pelo Royal Collection Trust (Fundo da Coleção Real). Mas há mais, muito mais.

O príncipe Charles, o futuro avô, vende sapatos para bebés feitos à mão através de uma loja na sua casa de campo em Highgrove, enquanto os avós maternos, Carole e Michael Middleton, terão acrescentado uma série de produtos ao seu negócio para festas.

O nascimento do bebé real monopolizou as primeiras páginas dos jornais britânicos. O “The Sun” chegou mesmo a alterar o nome na capa da edição de hoje (impressa e online) para “The Son” (“O Filho”).

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Qual é, afinal, o papel do líder?
Automonitor
Primeiro Porsche 911: Uma obra-prima alemã