O Marketing enquanto impulsionador na área da Saúde

Por Susana Sardinha, directora de Marketing e Comunicação da Glintt

Ao longo dos últimos anos, temos tido a oportunidade de assistir a uma influência cada vez maior por parte do Marketing em todos os ramos da sociedade, e a área da Saúde não é excepção. Dando um exemplo prático, quando temos uma dúvida ou quando queremos saber mais informações sobre uma doença, sintomas, tratamentos ou medicação, uma das primeiras coisas que fazemos é consultar uma plataforma de pesquisa. As respostas que encontramos podem determinar a forma como lidamos com a situação, mas, mais do que isso, podem ser fundamentais para criarmos afinidade e estabelecermos uma relação de confiança junto daqueles que nos deram essas respostas. Daí a importância de olhar com atenção para a área do Marketing de Saúde.

Perante este contexto, é importante frisar que quando nos referimos ao Marketing de Saúde estamos a falar de um tema onde entram várias realidades com características muito próprias: poderemos falar do marketing farmacêutico, mas também o marketing de clínicas, de hospitais ou mesmo o marketing de algumas especialidades, como é o caso da medicina dentária. Em cada uma destas especificidades, o primeiro passo é conhecer as dúvidas, questões e pesquisas que mais surgem.

Logicamente que, no ano passado, o tema mais pesquisado esteve associado ao vírus SARS-CoV-2, no entanto em anos anteriores registaram-se pesquisas como “medicamentos sujeitos (ou não) a prescrição média”; “uma doença específica” ou até mesmo “dietas e nutricionismo”. Com estes dados, já temos algum conhecimento necessário sobre aquilo que mais é pesquisado, podendo, assim, dar início a uma estratégia de content marketing de Saúde. Esta, por sua vez, poderá ter como objectivo trabalhar a notoriedade da marca através da educação da audiência, numa primeira fase e, seguidamente, da aposta na angariação de novos clientes.

Neste sentido, identificámos quatro dicas essenciais para o desenvolvimento de uma estratégia de content marketing na área da Saúde:

Criar um blogue – a criação de um blogue para o desenvolvimento de uma estratégia de content marketing de sucesso é, nos dias de hoje, uma táctica cada vez mais fundamental. Este deve ser construído tendo em conta as regras de SEO, de forma a tornar-se um dos principais sites de pesquisa por parte das pessoas, na área da Saúde. O blogue poderá, através da utilização de storytelling, apresentar testemunhos de pacientes, divulgar relatos, contar histórias, entre outras coisas, mostrando assim o lado mais humano da organização;

Profissionais de saúde na estratégia de content marketing – tendo em conta que se trata de uma estratégia de content marketing de Saúde, é fundamental a inserção de profissionais da área nas tácticas desenvolvidas, com o intuito de dar as respostas mais adequadas àqueles que as procuram. A criação de artigos por parte destes profissionais ou a sua presença em webinars e podcasts são alguns exemplos onde estes se podem inserir;

Gerar engagement – parar potenciar o envolvimento entre a audiência e a organização, a criação de alguns questionários, inquéritos ou jogos educativos sobre um determinado tema podem ser uma mais-valia para uma estratégia de content marketing, na medida em que permitem uma maior recolha de informação;

Associar-se a causas – com o passar dos anos, as organizações estão, cada vez mais, a posicionar-se segundo as causas que defendem, e a área da Saúde não é excepção. Quando uma organização pretende associar-se e promover campanhas relacionadas com hábitos e estilos de vida mais saudáveis, por exemplo, está a trabalhar para uma maior consciencialização social e, consequentemente, a contribuir para causas importantes. Mas atenção que adoptar esta ou qualquer outra atitude não pode ser uma moda – deve ser verdadeira, com obra feita, com acções consistentes e reais. Perder a confiança da comunidade é prejudicial.

Desta forma, conseguimos entender que o Marketing, nos dias de hoje, é um dos grandes impulsionadores no que à área da Saúde diz respeito e com o avançar das sociedades e a ajuda das Tecnologias de Informação, vai ganhar ainda maior influência. Assim, é fundamental que as organizações da área da Saúde apostem cada vez mais na adopção de estratégias inovadoras e disruptivas, sempre com conteúdos adequados ou, caso contrário, não terão a capacidade de responder às exigências do mercado.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...