O Google Maps mudou: novo ícone e novos recursos para conhecer

O 15.º aniversário do Google Maps é a desculpa ideal para algumas actualizações. Do ícone da aplicação a novos recursos, os mapas utilizados por mais de mil milhões de pessoas estão diferentes. No que ao ícone diz respeito, a Google baseou-se no pin, um dos elementos mais importantes da ferramenta, para a mudança que levou a cabo.

Por tempo limitado – e para celebrar os 15 anos do Google Maps – foi criado também um ícone temático para simbolizar o carro do utilizador. Sempre que recorrerem a esta ferramenta para ir do ponto A ao B num automóvel, o veículo terá um ícone especial.

Em termos de organização, há mais alterações a assinalar. A partir de hoje, seja na aplicação para Android ou iOS, haverá cinco separadores, incluindo o Explorar: este separador permite encontrar um local próximo para almoçar, ouvir música ao vivo ou jogar com amigos. Aqui, há informações, classificações de outros utilizadores e comentários sobre mais de 200 milhões de locais em too mundo.

No separado Ir, o objectivo é ajudar os utilizadores a encontrar o melhor percurso, tanto de carro como de transportes públicos. A ideia é disponibilizar a rota mais eficiente graças a actualizações de trânsito em tempo real, por exemplo.

Clicando em Guardado, os utilizadores acedem aos locais que guardaram para visitar mais tarde, incluindo inaugurações recentes ou sugestões para as próximas férias. Todos estes locais ficam arrumados no mesmo sítio.

Segue-se o separador Contribuir, que assenta em informações partilhadas por centenas de milhões de pessoas que ajudam a manter o Google Maps actualizado. Detalhes sobre estradas e moradas, locais em falta, fotos e comentários são alguns dos dados que podem ser disponibilizados através desta secção.

Por fim, o separador Novidades. Neste caso, a intenção do Google Maps é oferecer aos utilizadores um feed de locais que estão na moda ou que foram sugeridos por especialistas e publishers. Também permite conversar directamente com lojas e negócios.

Será que está frio no metro?

A partir de hoje, o Google Maps passa também a informar sobre a temperatura de autocarros, comboios ou metro, por exemplo, com base na experiência anterior e outros utilizadores. No mesmo sentido, há novos dados sobre acessibilidade, número de carruagens disponíveis (apenas disponível no Japão) e a existência ou não de sistemas de monitorização de segurança.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...