Números são o que fazemos deles

A comunicação é encarada como um desafio que alimenta a actividade criativa. Numa área como a de Investor Relations, exige-se um maior grau de inovação ainda. É assim na Jerónimo Martins, REN e Mota-Engil.

Curiosidade, saber ouvir, aliar as melhores práticas e ideações para o melhor e mais eficaz resultado são ingredientes-chave para a receita da criatividade estratégica da agência, independentemente da actividade económica e dimensão dos clientes e parceiros. Nas marcas, serviços ou produtos existirá sempre um elemento primordial e transversal: as pessoas. As mesmas que, nos dias de hoje, decidem quem é relevante, necessário, útil, autêntico, transparente e inovador, que constroem empresas, edificam corporações e criam um mundo e um futuro melhor.

Se a comunicação no geral é encarada como um desafio que alimenta a entrega e a actividade criativa, numa área específica, como a de Investor Relations – com todas as suas nuances mandatórias -, exige-se um maior grau de inovação e impacto, sem perder o foco na sua usabilidade e capacidade de transmitir a mensagem pretendida. É esta a fórmula que diferencia a criatividade da White Way®.

Para ler o artigo na íntegra consulte a edição de Setembro de 2020 da revista Marketeer.

 

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...