Novos sacos ajudam Continente a poupar 4,2 mil toneladas de plástico por ano

Em Abril do ano passado, o Continente anunciou estar a poupar 2,2 mil toneladas de plástico virgem. Um ano volvido e a insígnia de supermercados da Sonae MC apresenta um crescimento de 90%: em comunicado, o Continente garante ter alcançado um nível de poupança de 4,2 mil toneladas/ano.

A evolução positiva é justificada com as iniciativas desenvolvidas no âmbito da Estratégia para o Uso Responsável de Plásticos e que envolvem, por exemplo, a disponibilização de sacos de papel para o transporte de frutas e legumes. Foram criados também sacos de padaria 100% recicláveis, que permitirão poupar 94 toneladas de plástico por ano.

O Continente tem vindo a desenvolver alternativas que permitem eliminar por completo ou plástico virgem ou substitui-lo por materiais reciclados. Nesse sentido, além das toneladas de plástico virgem eliminadas, o Continente substituiu ainda 50 toneladas de plástico com baixa reciclabilidade (como o PVC) por outros materiais mais fáceis de reciclar (como o PET) dos seus produtos.

Juntam-se ainda as iniciativas assinadas pelos parceiros e fornecedores. Desde 21 de Janeiro, por exemplo, que as bananas da Madeira chegam às lojas presas com uma cinta elástica em vez de num saco plástico como anteriormente. “A alteração desta embalagem não é exclusiva do Continente, mas aconteceu no retalho alimentar devido ao desafio lançado em 2019, pela Sonae MC, ao fornecedor de bananas da Madeira, para encontrar uma solução de embalagem mais amiga do ambiente”, explica a marca.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...