Niquitin troca passas de cigarro por passas de uva

O desejo de Niquitin para 2020 é simples: que 2019 tenha sido o último ano de passas para os fumadores portugueses. Dedicada ao desenvolvimento de produtos que visam ajudar a deixar de fumar, a marca foi para o Terreiro do Paço, em Lisboa, na noite de 31 de Dezembro para oferecer aos presentes as suas 12 últimas passas.

A acção de rua teve como ponto de partida um trocadilho entre as passas tradicionais da Passagem de Ano e as passas de um cigarro, tal como explica Joana Craveiro, Brand manager da Niquitin. «A ligação entre as passas de uva e as passas do cigarro é uma associação elementar, mas que nos permitiu abordar este tema de uma forma acessível e sem condescendência junto do público.»

Segundo a responsável, a esperança era de que a acção ajudasse a mudar algumas mentalidades numa altura que é habitualmente de resoluções.

A acção foi pensada pela agência uppOut, que desenvolveu o conceito, implementação e produção de conteúdos. Segundo a agência, a intenção era encontrar uma forma mais humana e impactante de consciencializar os fumadores: «A decisão de deixar de fumar é um desafio individual», explica João Candido, um dos responsáveis da uppOut. «Por isso, quisemos abordar os fumadores de uma forma optimista e diferenciadora e lembrá-los do bem que ainda podem fazer pela sua saúde, em vez de os confrontar com consequências negativas que podem ser contraproducentes», acrescenta.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Máquinas a substituir humanos e mais trabalhadores freelancer? Será assim o mundo do trabalho em 2040
Automonitor
Nissan LEAF em modo drift