Confusão com preços abranda crescimento do Netflix

O segundo trimestre de 2016 traduziu-se num crescimento aquém das expectativas da Netflix. De Abril a Junho, a empresa de streaming de filmes e séries registou 1,7 milhões de novos clientes, número que fica abaixo dos 2,5 milhões estimados pela companhia.

Numa carta aos investidores, a Netflix atribui o abrandamento na aquisição de novos subscritores à cobertura mediática feita em Abril acerca dos planos da companhia para rever os custos dos clientes antigos. A empresa tem vindo a aumentar gradualmente as facturas dos seus clientes antigos, que até agora estavam isentos da actualização de preços do serviço. Contudo, considera a empresa liderada por Reed Hastings, o tratamento dado pelos orgãos de comunicação social em todo o mundo terá induzido em erro os potenciais clientes da empresa, que não terão percebido que o aumento de preços era exclusivo para os clientes já existentes.

Quanto ao volume de negócios, ascendeu a 1,78 mil milhões de euros neste período. Após o anúncio destes valores, as acções da Netflix desceram 14%. No entanto, a empresa mostra-se confiante, prevendo, no mesmo documento aos investidores, alcançar uma receita de 1,95 mil milhões de euros no próximo trimestre.

Actualmente, o Netflix conta com 83 milhões de subscritores.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...