Músicos portugueses contra o COVID-19 num festival virtual

Ana Bacalhau, Boss AC, Luísa Sobral, Samuel Úria, Tiago Nacarato, António Zambujo, DJ Ride e Pedro Abrunhosa são apenas alguns dos músicos portugueses que aceitaram participar no Festival Eu Fico em Casa. A partir de amanhã, e durante seis dias, será possível assistir a pequenos concertos sem sair de casa.

Trata-se de um festival virtual que visa sensibilizar a população a ficar em casa, num cenário de prevenção face ao COVID-19. A iniciativa – considerada inédita em Portugal – junta artistas, editoras e agências num movimento cultural apoiado por meios de comunicação, influenciadores e restante comunidade digital.

Todos os concertos terão como palco o Instagram, estando prometidas sessões individuais com uma duração máxima de 30 minutos. Cada um dos artistas actuará a partir das suas próprias casas, mostrando a importância de ficar no lar durante os próximos tempos. A ideia é também levar a música até todos os que ficaram privados dela devido ao cancelamento de espectáculos por todo o País.

Em comunicado, a organização do Festival Eu Fico em Casa revela que o novo coronavírus já resultou numa quebra de 100% na facturação de grande parte dos intervenientes do sector, “deixando artistas, músicos, técnicos, agências e várias empresas numa situação económica muito delicada”. Os artistas estão, porém conscientes de que “só com a responsabilidade de toda a populaçãoo sector poderá voltar à normalidade o mais breve possível, reduzindo dessa forma o impacto económico na sua actividade.”

O evento irá decorrer de dia 17 a 22, entre as 17h e as 22h30. Basta passar pela página de Instagram dos músicos cujo concerto se quer acompanhar ou pela página do Festival Eu Fico em Casa.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...