Morreu André Jordan, o “pai” do Turismo nacional

Faleceu esta sexta-feira, dia 9 de Fevereiro, aos 90 anos, o empresário André Jordan, considerado um dos precursores do Turismo português, tendo sido um dos principais responsáveis pelo desenvolvimento do sector, em especial na região algarvia.

A notícia da morte do empresário foi avançada pelo Nascer do Sol. Andrzej Franciszek Spitzman Jordan, mais conhecido como André Jordan, foi o fundador e promotor de empreendimentos como a Quinta do Lago, Belas Clube de Campo e Vilamoura XXI, entre outros.

O empresário nasceu a 10 de Setembro de 1933 na Polónia, no seio de uma família judaica, mas cresceu no Brasil, para onde a família se mudou para fugir às perseguições nazis na Europa. Em 1971, chegou a Portugal para criar a Quinta do Lago, um dos mais emblemáticos empreendimentos turísticos do País.

No final da década de 80, após a venda da Quinta do Lago, assumiu em Londres o cargo de administrador executivo da Bovis Abroad, empresa do Grupo Bovis dedicado aos negócios imobiliários internacionais, com projectos em Espanha, Portugal e no Caribe.

No início da década de 90, criou mais um projecto marcante em Portugal, o Belas Clube de Campo, na região de Lisboa. Em 1995, adquiriu a empresa proprietária de Vilamoura (Lusotur), tendo recuperado toda esta zona turística. Em 2006, haveria de vender a empresa a investidores espanhóis. Ao todo, o empresário criou nove campos de golfe em Portugal.

Com 90 anos completados em Setembro passado, mais de 50 dos quais vividos em Portugal, André Jordan deixa quatro filhos e nove netos.

Ler Mais
Artigos relacionados