Moleskine quer ir para a Bolsa

MoleskineA notícia é avançada hoje pelo Financial Times e refere que a empresa italiana, responsável pelo fabrico dos famosos blocos de notas, quer dispersar 50% do seu capital em bolsa.

Ainda de acordo com o mesmo jornal, a Moleskine – cujos blocos ficaram imortalizados por Ernest Hemingway e que hoje se vendem em todo o mundo – aponta para uma avaliação de 700 milhões de euros.

«Os accionistas da empresa italiana contam encaixar 350 milhões de euros com a operação, o que avaliaria a Moleskine em 700 milhões de euros. Apesar destas informações, o detalhes finais da oferta, assim como o intervalo de preços da operação só deverão ser oficializados em meados de Março», refere também o Diário Económico.

A operação será acompanhada pelo Goldman Sachs, o UBS, o Mediobanca e o BNP Paribas.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...