ModaLisboa quer acordar a indústria

“Awake” é o tema da próxima ModaLisboa, edição dedicada às colecções de Outono e Inverno para 2020/2021. Partindo da constatação de que estamos consta temente ligados e de que já não sabemos viver sem o telemóvel, as notificações e as câmaras frontais, a organização propõe ver o lado positivo desta nova forma de vida: “Tornámo-nos seres informados e que exigem ser ouvidos e levados em conta. Reagimos.”

Na próxima ModaLisboa, a exigência vai para uma indústria da moda mais justa, sustentável, ética, inovadora, respeitadora, inclusiva e humana. “Reclamámos, apontámos o dedo, denunciámos, re-tweetámos. E agora?”, pergunta o evento.

A resposta à questão é “Awake”. Diz a organização da ModaLisboa que existe uma consciência profunda e activa do mundo em que vivemos, o que significa que não se limita às redes sociais. Mais do que denunciar no Instagram, é sair de casa.

“Awake é mudar os nossos hábitos, é adoptar a transparência como modus operandi. É consumir com lógica, é produzir com qualidade, é comprar com propósito. Awake é estar permanentemente ligado a todos os seres humanos que respiram neste planeta.”

A ModaLisboa, em co-organização com a Câmara Municipal de, Lisboa, regressa entre os dias 5 e 8 de Março. Tal como na edição anterior, irá ocupar o Campo de Santa Clara, onde todas as terças-feiras e sábados há Feira da Ladra.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...