Minipreço prepara novo conceito de loja

Até 2023, o Grupo Dia irá implementar um novo conceito nas lojas Minipreço, uma estratégia que implicará a renovação, relocalização e aberturas de espaços, desvenda Stephan DuCharme, presidente executivo do Grupo.

Esta novidade insere-se no âmbito da nova estratégia do Grupo Dia, que irá assentar em três pilares estratégicos: inovação comercial, aposta no e-Commerce e uma nova estratégia de franchising.

Miguel Guinea, presidente executivo da DIA Portugal, explica que a prioridade da empresa passa por uma análise 360° ao modelo comercial que, passa, entre outros, pelo reforço da marca própria. «Não queremos apenas ter produtos próprios a preços baixos, também queremos ter uma oferta abrangente de várias marcas para proporcionar uma maior variedade aos clientes», afirma.

Helena Guedes, directora comercial da Dia Portugal, explica que aumentar o sortido de produtos disponibilizados é fundamental para o sucesso da companhia no mercado. «Queremos ter uma oferta mais abrangente e é por isso que queremos trabalhar com mais marcas. O Minipreço é sinónimo de proximidade, como comprovam as 568 lojas no País. E proximidade é também variedade, seja de categorias de produto como de marcas.

No campo do e-Commerce, uma aposta da marca iniciada no passado mês de Julho, o objectivo passa por aumentar as actuais 17 lojas que trabalham sob este conceito. «À semelhança da oferta existente no mercado, também queremos proporcionar um serviço de qualidade e, no futuro, conseguir estar em todo o País através do e-Commerce», explica Helena Guedes.

Por último, na área de franchising, o Grupo Dia está a preparar uma renovação do modelo de franquia, que visa não só aumentar o número de franquiados como simplificar o mesmo. A estratégia passa, então, por uma optimização dos processos logísticos, redução da complexidade das operações e inventário e, por último, implementar melhorias na cadeia de fornecimento.

Fazendo uma análise acerca dos primeiros seis meses do ano, Miguel Guinea afirma que se tratou de um «bom semestre», tendo sido fundamental a transformação do modelo operacional do Minipreço, a revisão do sortido e o reforço na aposta em produtos frescos e de qualidade.

Texto de Rafael Paiva Reis

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...