Microplásticos das roupas estão a poluir o Árctico

Um estudo publicado no Nature Communications apurou que há cada vez mais microplásticos presentes no Oceano Árctico e que a sua origem deriva maioritariamente do poliéster utilizado nas peças de vestuário.

Esta investigação revela que 92% dos microplásticos encontrados no Oceano Ártico são poliéster, material utilizado na produção têxtil. E, com base no seu tamanho, formato e tipologia, a presença dos mesmos nestas águas deve-se ao processo de produção e da lavagem da roupa.

Importa referir que a indústria têxtil produz mais de 40 milhões de toneladas de tecidos sintéticos todos os anos, sendo a vasta maioria artigos de poliéster.

Ao analisar o Oceano Árctico, foi calculada a existência de 40 microplásticos por metro cúbico de água. O estudo levanta ainda preocupações em torno do impacto destes materiais na vida animal, nomeadamente em aves, peixes e zooplâncton.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...