Mercedes-Benz coloca impressoras 3D ao serviço da Saúde

Habitualmente, as impressoras 3D da Mercedes-Benz são utilizadas para dar vida a peças automóveis. No entanto, como as necessidades do mercado mudaram, também muda a função destes equipamentos: a fabricante alemã está a produzir componentes para equipamentos médicos.

Segundo a Mercedes-Bens, a pandemia de COVID-19 está a afectar todos a nível global e a empresa não podia ficar indiferente. No âmbito da sua estratégia de responsabilidade social, ofereceu-se para apoiar o desenvolvimento de equipamentos necessários a quem está na linha da frente do combate ao novo coronavírus.

No sector automóvel de passageiros, explica a companhia, a impressão 3D é geralmente usada na construção de protótipos e produção em pequenas séries. Anualmente, a Mercedes-Benz produz até 150 mil componentes de plástico e metal recorrendo a esta tecnologia.

“Agora, essa capacidade pode ser totalmente utilizada para fins médicos”, sublinha a empresa em comunicado. Todos os processos de impressão 3D podem ser adaptados, desde fusão selectiva a laser (SLS), a modelagem por deposição de material fundido (FDM), passando por fusão a laser selectiva (SLM).

As impressoras 3D recorrem a matérias-primas como pós ou resinas de plástico e metal que são, depois, fundidos por uma fonte de energia (habitualmente, um ou mais lasers).

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...