Em casa, na rua, em todo o lado

MARKETEER CONTENTS

A Altice Portugal deu em 2018 um passo significativo na materialização local da marca global, passando a posicionar-se como marca única corporativa em Portugal. As marcas comerciais locais, como o MEO, continuaram a comunicar e a promover ofertas e experiências inovadoras. Nesse contexto, a Altice Portugal capitalizou desde logo através do MEO um movimento de reinvenção da TV em Portugal, com o lançamento de uma nova box portátil Wi-Fi, uma nova interface de TV e uma abordagem de comunicação inovadora, ancorada no robot Sophia, com o disclamer “Humaniza-te”.

«Este posicionamento remeteu a tecnologia para a sua capacidade de ligar as pes Para o MEO, o cinema em casa, através das suas várias vertentes, seja canais dedicados, MEO Videoclube ou serviços Over the Top (OTT), é uma aposta ganha e de futuro Em casa, na rua, em todo o lado soas, as famílias, as empresas, a sociedade, com epicentro na Altice Portugal como parceiro tecnológico de referência e líder, com infra-estruturas de vanguarda, uma rede comercial com capilaridade nacional, um ecossistema único de parcerias e uma oferta inovadora, com os melhores serviços e produtos, para todas as franjas da população portuguesa», recorda fonte oficial da Direcção de Marketing e Comunicação do MEO.

A empresa acredita que o sucesso da nova abordagem e dos novos serviços se materializou num conjunto de marcos que consolidaram, no ano do seu 10.º aniversário, ainda mais a liderança do MEO: passou a liderar em todos os pacotes de serviços (Novembro de 2018); superou 1,5 milhões de clientes (Agosto de 2018); nos últimos quatro trimestres, tem vindo a conquistar mais de 60% dos novos clientes do mercado nacional; foi destacado pela On Strategy no Top 10 das 100 marcas com maior valor financeiro reputacional em Portugal (Agosto de 2018); foi a marca mais recordada pelos portugueses ao atingir (Abril de 2018) a liderança no índice de recordação genérico, da Publivaga da Marktest; e foi a marca mais referida espontaneamente sobre pacotes de telecomunicações, segundo a Pitagórica (segundo trimestre de 2018).

Mas as distinções continuam neste início de 2019, ao ser reconhecida nos Prémios Cinco Estrelas (conquistou quatro categorias: “Smartphones Desbloqueados”, “Melhor Internet Fixa”, “Melhor Experiência TV” e “Festivais de Música”), Escolha do Consumidor ’19 e Produto do Ano 2019 (“Experiência Televisão”, “Pacotes Personalizáveis” e “Serviços Over The Top”). A verdade, sublinha fonte da Direcção de Marketing e Comunicação do MEO, é que «o MEO, desde o primeiro momento, e de forma constante, tem investido em oferecer de forma inovadora os melhores conteúdos aos seus clientes, de acordo com as suas preferências e hábitos de consumo».

MEO Séries

Em Outubro de 2018 o MEO lançou o MEO Séries, que integra um conjunto de séries exclusivas e temporadas completas e em 4K. No MEO Séries é, ainda, possível aceder a filmes de diferentes géneros, com opções para toda a família. Ao subscrever o MEO Séries os clientes têm acesso às melhores e mais recentes séries do AXN Now, ao Cartoon Network Premium (com antestreias exclusivas e as melhores séries de animação) e ao serviço Cinema em Casa, com dezenas de filmes disponíveis.

«O objectivo deste lançamento é o de manter na vanguarda a disponibilização dos melhores conteúdos e com formas diferenciadas de acesso, correspondendo os resultados às expectativas previstas no âmbito de um serviço desta natureza», segundo a mesma fonte. Para além do MEO Séries que, na temática de filmes, inclui o “Cinema em Casa”, o MEO lançou o serviço “2 Filmes por 5€”, em que o cliente pode alugar dois filmes à escolha no MEO Videoclube, sem qualquer restrição de tipo de filme. Importa referir que, para momentos específicos do ano, lança pacotes temáticos de filmes com algumas aplicações interactivas associadas.

É o caso Pack Cinema para as férias “15 filmes por 5€” e a app “Amor Picante”, para o dia dos namorados. «O serviço do MEO Videoclube é muito importante, porque dá acesso a milhares de conteúdos de diferentes géneros, desde as novidades mais recentes até aos conteúdos intemporais. Em termos de estratégia, temos procurado que este serviço seja intuitivo, fácil de navegar e que ofereça os conteúdos mais relevantes aos clientes», acrescenta. Ainda para celebrar as principais épocas do ano, o MEO tem lançado canais especiais de duração limitada com temáticas direccionadas a públicos infantis e infanto-juvenis.

O último lançamento, por ocasião das férias de Natal, foi a Disney Júnior BrincaAprende, que conciliava os registos lúdico e pedagógico, recorrendo a personagens das séries da Disney familiares dos pequenos telespectadores. «Os públicos mais jovens são muito importantes, porque representam os nossos clientes no futuro. Nesse sentido, temos investido em ofertas de conteúdos e de serviços que se adaptem às suas necessidades, procurando ir ao encontro dos seus gostos.

Estas ofertas prendem-se pela disponibilização de conteúdos em linear, mas também por conteúdos On-Demand, que vão desde a animação até conteúdos para adolescentes e jovens adultos, seguindo as tendências deste segmento», explica o responsável, acrescentando que o MEO tem apostado em oferecer os melhores conteúdos e de formas diferenciadas de acesso, procurando ir ao encontro dos gostos e preferências dos seus clientes.

Dentro do universo das aplicações específicas para TV, o MEO lançou recentemente duas apps interactivas de carácter inovador. A primeira, dedicada à Web Summit, permitiu aos clientes assistir ao evento em directo ou em diferido, em casa, através do seu serviço de televisão. E para promover o potencial cultural de uma região que tem contribuído para colocar Portugal nos roteiros do turismo mundial, o MEO associou-se ao Município da Nazaré no lançamento da app móvel Nazarépic, uma solução de realidade aumentada que visa promover símbolos locais, como a “onda da Nazaré”, numa experiência virtual.

E não esquecer que, desde o final de 2018, os clientes do MEO passaram a ter a presença de publicidade nos menus interactivos do serviço de televisão por subscrição. «Estamos constantemente a fazer testes de mercado para aferir interesse por diferentes formas de prestar serviço com qualidade para os nossos clientes, tendo existido uma grande receptividade de alguns dos maiores anunciantes nacionais», afirma a mesma fonte. Mas a marca não vai parar. «Dentro da linha inovadora constante para serviços, é natural que, durante o ano de 2019, existam novidades no serviço MEO que procurem endereçar necessidades específicas dos clientes e os seus hábitos de consumo.»

Serviço Over the Top

A HBO (tal como acontecera anteriormente com a Netflix), na qualidade de serviço Over the Top, está disponível para qualquer cliente MEO, designadamente através da internet e em qualquer equipamento. «Esta possibilidade de aceder ao serviço online HBO, a par de outros serviços OTT disponíveis no MEO, como a oferta Netflix, demonstram a vitalidade atingida actualmente no mercado nacional, vitalidade essa que em muito se deve às vantagens disponibilizadas pelo serviço de Fibra Óptica do maior operador do País.

Um serviço, de resto, que chegará, até 2020, a 5,3 milhões de casas, nos 308 concelhos e em mais de 27 mil locais, contribuindo para tornar Portugal no primeiro país da Europa a atingir 100% de cobertura da rede de fibra óptica», sublinha fonte oficial do MEO. Os clientes beneficiam da possibilidade de usufruir dos actuais, e futuros, serviços OTT, através de uma rede móvel com cobertura superior a 98% da população no 4G, tendo o MEO vindo a liderar também vários momentos no caminho para o 5G.

O mesmo responsável sublinha, ainda, que a série cartaz do HBO – “Guerra dos Tro nos” – estará presente no MEO, em simultâneo com os EUA, sendo que neste caso o canal que a transmite – o SyFy – encontra-se disponível gratuitamente na grelha MEO, ao contrário do canal HBO, que requer subscrição. Com um pouco mais de história em Portugal está o Netflix que, como OTT, esteve sempre disponível para clientes MEO.

«A partir do momento em que passou a estar disponível nas Set-Top-Boxes do MEO, este serviço passou a ser mais um ponto de entrada, facilitando o acesso dos clientes a conteúdos diversos, entre os quais séries, filmes, documentários ou programas infantis», sublinha. A disponibilização deste serviço decorre de uma estratégia de experiência centrada em conteúdos, que visa fornecer os melhores conteúdos aos clientes.

MEO nas salas de cinema

O MEO também tem tido as suas apostas no cinema, sendo o “Malapata” (2017) e agora “Snu” exemplos a destacar. A marca explica que estes projectos “materializam um investimento em conteúdos audiovisuais e culturais de grande qualidade e irreverência, no âmbito do compromisso assumido com o Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA) para o desenvolvimento do cinema e das actividades audiovisuais em Portugal”.

Procurando disponibilizar os melhores conteúdos em cada momento, o MEO canaliza com “Snu”, uma vez mais, o seu investimento para a capacidade de divulgar o talento nacional e preservar a memória histórica e cultural do País. Com registo de romance biográfico, “Snu” junta em cena actores consagrados da representação portuguesa, como Inês Castel-Branco, a protagonizar Snu Abecassis, e Pedro Almendra, interpretando Francisco Sá Carneiro.

“Snu” retrata a história de amor e coragem entre os personagens, partindo dos factos históricos e políticos reais, mas dando maior protagonismo ao argumento romântico. Com realização de Patrícia Sequeira, autoria de Cláudia Clemente e consultoria histórica de Helena Matos, “Snu” baseia-se nas biografias de Snu Abecassis e Sá Carneiro, bem como em documentação da época. “A valorização de conteúdos cinematográficos esteve sempre patente na oferta do MEO, nomeadamente através do serviço MEO Videoclube, em que proporciona aos seus clientes as novidades dos maiores estúdios de Hollywood, bem como os principais êxitos da produção nacional”, sublinha a marca.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Automonitor
Via Verde Estacionar Lisboa com 1.º estacionamento gratuito