McDonalds acaba com palhinhas de plástico em Espanha

A partir de 24 de Fevereiro, não haverá mais palhinhas de plástico nos restaurantes McDonald’s em Espanha. O plano da cadeia de restauração para o país vizinho passa por apresentar uma alternativa à base de papel aos consumidores, segundo adianta o jornal El Economista.

As novas palhinhas serão oferecidos pelos próprios funcionários da McDonald’s e estarão disponíveis também em dispensadores próprios, tal como já acontecia com a versão tradicional. A última palhinha de plástico irá a leilão no eBay, como se fosse um artigo de colecção. O valor arrecadado será entregue à Fundação Ronald McDonald.

John Alves, director-geral da McDonald’s Espanha, sublinha que esta é apenas uma das medidas que a marca tem pensadas para este ano (e seguintes). Energia e mobilidade eléctrica, reciclagem e embalagens são os três pilares da estratégia da cadeia para um mundo mais verde.

Para 2020, a ambição passa também, por exemplo, por alimentar a totalidade dos seus restaurantes a partir de energias renováveis. Até 2030, no mesmo sentido, a marca espera diminuir em 3,6% as emissões de carbono – para isso, estabeleceu uma parceria com a Iberdrola e Endesa tendo em vista a instalação de 150 postos de carregamento de veículos eléctricos nos parques de estacionamento dos restaurantes até ao final do próximo ano.

No que à reciclagem diz respeito, o objectivo é disponibilizar contentores para reciclagem em todas as lojas da insígnia, sendo que já existem em 60% do total.

Por fim, no campo das embalagens, a McDonald’s Espanha compromete-se a substituir os talheres de plástico por opções de madeira e encontrar soluções para os actuais copos de frappés, smoothies, cerveja e sundae.

Em declarações reportadas pela mesma publicação, John Alves revela que as alterações previstas para este ano deverão resultar numa poupança 40% do consumo total de plástico da companhia. Trata-se do equivalente a menos 1350 toneladas de plástico.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...