Marketing Digital: 3 segredos para preparar conteúdos vencedores

Responder a uma lacuna na literatura dedicada ao mundo do marketing digital é o propósito do novo livro que junta Pedro Costa (empresário, consultor e fundador da Mais Buzz) e Dina Baptista (professora adjunta na Universidade de Aveiro). A ideia é mostrar a importância de uma estratégia de conteúdos eficazes e relevantes e, ainda, a mais-valia que o investimento em comunicação pode representar para um novo negócio.

“Marketing Digital – Conteúdos Vencedores” é editado pela LIDEL e já pode ser encontrado nas Feiras do Livro de Lisboa e do Porto. Trata-se, de acordo com a editora, de um livro diferenciador que inclui infografias, códigos QR, exemplos, dicas e exercícios, conciliando conhecimento teórico e prático. Este manual inclui ainda uma lista de erros a evitar.

Os empreendedores que lerem este livro deverão ser capazes de dar mais visibilidade às suas empresas ou marcas e, consequentemente, ao seus produtos. Desta forma, conseguirão aumentar as vendas e o volume de negócios, chegando aos públicos-alvo certos.

«Não libertar margens para investir numa produção de conteúdos eficazes e relevantes é seguir um caminho que dificilmente levará a empresa a cruzar-se com o consumidor», alertam os autores.

Acompanhe a entrevista na íntegra a Pedro Costa e Dina Baptista:

O que podemos encontrar de diferenciador no vosso livro em relação a outras publicações (incluindo blogs ou livros) disponíveis no mercado?

Além de ser um manual de boas práticas para quem quer dominar a estratégia comunicativa nas diferentes plataformas digitais, através da produção de conteúdos que devem conseguir aumentar a reputação e a confiança da marca e, simultaneamente, as vendas, este livro pretende responder a uma lacuna presente noutras publicações: concilia o conhecimento teórico com a prática empresarial.

Muitas vezes, às publicações académicas falta a experiência da prática empresarial e os exemplos práticos e reais, e à prática empresarial a fundamentação teórica alicerçada na investigação científica. Neste sentido, este livro não resulta apenas do estudo e da experiência dos seus autores, mas também da visão de vários autores de referência, cujas publicações muitas vezes estão dispersas. Neste livro, os estudantes, os docentes ou os profissionais da área da marketing e da comunicação podem encontrar explicações detalhadas sobre determinados assuntos teóricos, exemplos práticos inspirados em marcas de referência, que podem ser consultados a partir de QR Codes, exercícios para treinar a produção de conteúdos, dicas úteis e lembretes para sistematizar os conhecimentos adquiridos.

O público-alvo deste livro é muito diverso (vai desde professores e estudantes do ensino superior, profissionais da área e leitores em geral). Como conseguiram este equilíbrio para audiências tão diferentes?

O equilíbrio resulta precisamente daquilo que é o factor diferenciador do livro: a conciliação da pesquisa bibliográfica teórica para aprofundar determinados conceitos, com os exemplos práticos e concretos resultantes da experiência profissional. O facto de o livro ter sido escrito por dois autores, com perfis formativos e profissionais que se complementam, também contribui para a singularidade deste livro e para a diversidade do seu público-alvo.

Temos uma docente e investigadora no ensino superior politécnico, na área do Português e da Comunicação, orientadora de estágios e de projectos em contexto empresarial, que nos últimos três anos tem colaborado na produção de conteúdos em ambiente web e publicado artigos relacionados com a comunicação empresarial e digital. E um formador, docente do ensino superior, founder & Digital Marketing manager da empresa Mais Buzz – Marketing Digital e Digital Marketing strategist da Loja do Shampoo, líder de vendas online em Portugal na área dos champôs.

O que o define um conteúdo de vencedor? Podem indicar-nos três segredos para a preparação de um conteúdo vencedor?

Não é fácil escolher apenas três segredos para produzir um conteúdo vencedor, sobretudo quando dedicámos 330 páginas a este assunto e indicámos 12 passos para uma estratégia de produção de conteúdos vencedores, mas se tivemos de escolher apenas três diríamos:

  • Escrever bem, porque um texto com incorrecções linguísticas descredibiliza qualquer conteúdo, por mais criativo, persuasivo e focado no leitor que possa ser;
  • Dominar os conceitos de Inbound Marketing, Marketing de Conteúdo, Search Engine Optimization (SEO), persona e jornada de consumidor;
  • Garantir que o conteúdo se adequa à identidade e aos objectivos estratégicos da marca, assim como às especificidades das diferentes plataformas e que desperte e crie novas necessidades de consumo. Afinal, ainda que seja comummente aceite que o marketing não cria necessidades, mas desperta apenas desejos, na verdade, um conteúdo vencedor é aquele que desperta desejos, activa necessidades que o consumidor não sabia que tinha, mas que consegue também criar novas necessidades de consumo.

Por outro lado, quais os erros mais comuns que devem ser evitados na produção de conteúdos?

Os três erros serão exactamente não seguir os três segredos necessários para escrever conteúdos vencedores. Ao longo do texto, sempre no final de cada parte, procurámos criar uma secção com aquilo que o leitor se deve lembrar ou reter, destacando o que deve fazer e o que não deve fazer.

A produção de conteúdos digitais é uma mais-valia e as empresas terão muito a ganhar ao apostarem nesta forma de comunicação. Consideram que as empresas portuguesas já se aperceberam deste potencial? Que sugestões poderiam dar?

Hoje, mais do que nunca, é importante acrescentar valor à marca, vender benefícios, experiências inesquecíveis, sonhos e histórias que cativem, emocionem e inspirem. Isto exige trabalhar a experiência do cliente, percebendo que, nos últimos anos, a sua jornada mudou!

As empresas foram habituadas a dominar o funil do marketing – uma jornada linear dos consumidores – desde o conhecimento da marca até à consideração e à aquisição. Contudo, este modelo de alguma forma esgotou-se ou pelo menos deixou de estar de acordo com aquilo que é a jornada do consumidor actual.

Hoje, cada consumidor procura respostas imediatas e à medida das suas necessidades. Isto significa que os departamentos de marketing têm pela frente grandes desafios, uma vez que não podem planear uma jornada linear. A compra de um simples produto pode dar início a uma longa jornada de compra que se perpetua durante semanas, período durante o qual o consumidor procura informações relevantes, reviews sobre o produto e sobre a loja, vídeos, até que a conversão seja uma realidade.

Quando o consumidor inicia esta sua aventura de compra está sozinho e indeciso. Por isso, as marcas que conseguirem, com a estratégia adequada, posicionar-se ao lado deste consumidor, acompanhando-o e respondendo às suas necessidades, serão certamente as vencedoras destes novos caminhos digitais.

O objectivo do nosso livro é abrir horizontes, perspectivar caminhos e, sobretudo (e contrariamente ao que é apregoado pelos vendedores de sonhos), mostrar às empresas que muitas vezes os seus projectos ficam comprometidos desde o início porque, na sua base, foram trabalhados sem estratégia de comunicação. Não libertar margens para investir numa produção de conteúdos eficazes e relevantes é seguir um caminho que dificilmente levará a empresa a cruzar-se com o consumidor.

Que ensinamento “chave” querem passar com esta obra?

Que a produção de conteúdos é uma área muito vasta e que não se encerra apenas nas 330 páginas deste livro. Também que o Marketing Digital é muito mais do que propriamente publicar simples posts.

E que, acima de tudo, os alunos, futuros profissionais desta área, passem a olhar para esta área de uma forma mais séria e que não procurem o Marketing Digital apenas por ser uma área mais trend ou sexy.

 

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...