Marketing de guerrilha ataca no Carnaval de São Paulo

A cerveja Amstel não podia comunicar nos locais oficiais de festa do Carnaval de São Paulo, no Brasil, já que a rival Skol era a patrocinadora do evento. Por isso, a marca do Grupo Heineken teve de encontrar uma forma de contornar as restrições e decidiu avançar com uma acção de marketing de guerrilha que envolveu a disponibilização de cerveja em sítios inusitados.

A solução passou por esconder cerveja em frigoríficos em bancos de jardim, telefones ou canteiros de flores, por exemplo. Num vídeo em que dá conta da acção, a Amstel explica que a ideia era simples: entrar na festa tal como o resto das pessoas, ou seja, com uma máscara.

Para que os foliões soubessem onde encontrar a cerveja Amstel, a marca partilhou publicações nas redes sociais com geolocalização, dando dicas aos utilizadores Uma espécie de caça ao tesouro em que o mapa levava a cerveja fresca. Encontrado um dos frigoríficos, era possível tirar uma lata gratuitamente.

A acção foi desenhada pela agência Wunderman Thompson e fez parte da estratégia da Amstel para o Carnaval. O plano incluiu ainda festas pós-desfiles e 30 spots de vídeo para as plataformas digitais, entre outros materiais.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...