Marcas vão investir mais em influenciadores

As marcas multinacionais planeiam aumentar os gastos em marketing de influência, ao longo dos próximos 12 meses. De acordo com dados da World Federation of Advertisers (WFA), 65% prevê gastar mais em conteúdos e parcerias com influenciadores digitais, tendo em vista o fortalecimento da notoriedade da insígnia (86%).

Algumas marcas também recorrem este tipo de estratégia para impactar novas audiências (74%) e melhorar os níveis de apoio do público (69%).

Os mesmos dados apontam, porém, para um maior rigor na escolha dos influenciadores. Apesar de estarem dispostas a investir mais, as marcas apenas considerarão pessoas/páginas que cumpram alguns critérios, nomeadamente no que respeita a transparência. Credibilidade, reputação e qualidade dos seguidores são alguns dos aspectos avaliados pelas marcas.

Quanto às contrapartidas, os dois modelos de pagamentos mais utilizados são valor fixo por cada publicação/vídeo e oferta de produtos e serviços. Há também quem opte por pagar de acordo com o desempenho (não vai além dos 12%).

A WFA indica também que o Instagram é a plataforma mais popular para este tipo de colaboração, logo seguido pelo Facebook, YouTube, Snapchat e Twitter.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...