Marcas de cerveja unem-se para oferecer desinfectante

O Super Bock Group é um dos mais recentes casos de empresas do sector cervejeiro a apoiar a luta contra a propagação do novo coronavírus através de donativos de desinfectante. A dona da Super Bock anuncia que irá converter 56 mil litros de álcool de cerveja em aproximadamente 14 mil litros de álcool gel para as mãos

Através de uma parceria com a Destilaria Levira, o Super Bock Group irá oferecer gel desinfectante a três unidades hospitalares da região do Porto. Em comunicado, garante que a produção segue as recomendações da Organização Mundial de Saúde.

As cervejas artesanais, por seu turno, também se juntaram para doar desinfectante às organizações que mais precisam. Segundo a Cervejeiros de Portugal, que representa o sector, é necessária a colaboração de todos para que se possa combater o COVID-19.

“Sendo conhecida a falta de desinfectantes a nível nacional e as dificuldades na distribuição dos mesmos, seja por ruptura de stocks e/ou por demorada reposição em tempo útil, as empresas produtoras de cervejas artesanais e empresas relacionadas com o sector, juntaram-se para oferecer ácido peracético já diluído e pronto a utilizar”, explica a associação em comunicado.

Já foram oferecidos 100 mil litros deste material a forças de segurança e de protecção civil, centros de saúde, entidades e serviços às comunidades de Norte a Sul do País. A ideia partiu de Hugo Santos, produtor da cerveja Chica, mas depressa se alargou a várias marcas através de um apelo lançado nas redes sociais.

Alertado pelas forças de segurança locais, Hugo Sousa perceber que o ácido peracético utilizado para higienizar e desinfectar os equipamentos associados à produção de cerveja poderiam ser utilizados em escala alargada pelas entidades e autoridades portuguesas.

Partilhou a ideia num grupo no WhatsApp e depressa os cervejeiros se mobilizaram, tendo a iniciativa sido partilhada por Diogo Trindade (Lindinha Lucas) noutras plataformas para aumentar o alcance.

Foram definidos pontos de entrega de donativos de mais materiais e recolha de ácido peracético pronto a usar nas cidades do Porto, Coimbra, Lisboa e na Margem Sul de Lisboa. Empresas que ainda não tenham contribuído podem juntar-se a qualquer momento, sendo que faltam embalagens para transporte (garrafões ou baldes com tampa), embalagens para aplicação do desinfectante (borrifadores) e falta mais líquido desinfectante.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...