Makro abre as portas a todos os consumidores durante o estado de emergência

Enquanto o estado de emergência estiver em vigor, todas as lojas Makro em Portugal poderão ser visitadas por qualquer pessoa. Habitualmente dedicada ao comércio grossista, a empresa abre, agora, as suas portas temporariamente também ao consumidor final.

«Vivemos tempos sem precedentes. Estamos a passar por uma situação altamente instável e imprevisível, cabe-nos agora, dar mais um passo de apoio à sociedade portuguesa. Consideramos que neste momento todos temos uma missão pública a cumprir. Todos unidos conseguiremos combater esta ameaça humanitária», comenta David Antunes, CEO da Makro em Portugal.

O objectivo será garantir a continuidade da cadeia de distribuição de produtos, um esforço a que as 10 lojas da Makro se juntam: Braga, Vila Nova de Gaia, Matosinhos, Coimbra, Leiria, Alfragide, Cascais, Palmela, Faro e Albufeira. Segundo o CEO da empresa para o mercado nacional, a Makro distingue-se não só pela abrangência do sortido alimentar, mas também pela dimensão dos seus pontos de venda, que favorece naturalmente a capacidade de manter a distância de segurança entre pressoas.

A Makro explica ainda que no documento que decretou a renovação do estado de emergência no passado dia 2 de Abril está prevista a possibilidade de emissão de uma autorização temporária, pelo membro do Governo responsável pela área da economia, para o exercício de comércio a retalho por estabelecimentos de comércio por grosso. Essa autorização foi emitida ontem, dia 5.

«Abrimos temporariamente as nossas portas a toda a sociedade para fazer face à situação que vivemos actualmente e reiteramos o apoio a todos os profissionais de hotelaria, restauração e negócios próprios, bem como aos nossos fornecedores, produtores e todos os que se relacionam desde sempre com esta grande família que é a Makro», sublinha ainda David Antunes.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...