Mais de um quarto da Geração Z segue influenciadores

A Geração Z segue quase tantos influenciadores nas redes sociais como segue marcas. A conclusão é de um inquérito realizado pela GW1 junto de consumidores de 47 países, segundo o qual esta geração mais jovem se destaca por ser a que apresenta uma diferença menos significativa entre número de marcas e influenciadores seguidos.

Cerca de um terço da Geração Z, Millennials e Geração X segue marcas às quais já comprou algum artigo ou às quais tenciona comprar no futuro – os Millennials lideram neste âmbito, com 36%. Por outro lado, verificam-se taxas mais baixas quando o tema são influenciadores, com excepção da Geração Z, que apresenta a taxa mais elevada (28%, ou seja, mais de um quarto).

Comparando a probabilidade de seguirem marcas e influenciadores, verifica-se que apenas cinco pontos percentuais separam estes dois mundos no caso da Geração Z. No entanto, a diferença é quase três vezes maior nas restantes gerações (entre 13 e 15 pontos percentuais).

Segundo o WARC, que dá conta do estudo, “isto sugere que os influenciadores são um canal importante para as marcas usarem para envolver as audiências mais novas”. Esta poderá ser uma ferramenta especialmente útil para pequenas e médias empresas, já que a Geração Z e os Millennials se mostram também mais abertos à possibilidade de conhecer novas marcas e mais pequenas.

É importante ter ainda em consideração que a Geração Z não está interessada em figuras públicas. Prefere influenciadores mais próximos, com os quais se consigam identificar, nomeadamente microinfluenciadores que partilhem conteúdos autênticos e orgânicos.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...