Mais alunos no público e menos no privado

alunos_rsUm estudo divulgado pelo Observador Cetelem revela que o número de alunos inscritos em escolas públicas aumentou 5% face a 2013, fixando-se nos 94%, registando-se uma redução nos estabelecimentos privados de 13% para 7%.

Foi ainda apurado que 82% dos pais cujos filhos frequentam escolas privadas pretendem mantê-los nesse tipo de ensino. Em oposição, 18% visa transferir os filhos para o ensino público, mais 8% que o registado no ano passado, sendo que a principal razão apontada para essa decisão prende-se com motivos financeiros.

O estudo permitiu ainda constatar que, do total da população portuguesa, apenas 2% tem os filhos matriculados em estabelecimento de ensino privado face aos 25% que inscreve os seus filhos em escolas públicas.

«Em 2013, verificou-se um ligeiro aumento de número de alunos no ensino privado face ao ano anterior. Nesta nova edição do estudo, constatamos que essa tendência foi revertida, com um aumento de alunos no ensino público e uma diminuição de inscritos em escolas privadas. A diminuição do poder de compra e uma maior confiança no ensino público podem estar na origem desta mudança de comportamento», salienta Diogo Lopes Pereira, director de Marketing do Cetelem.

As conclusões deste estudo, que foi desenvolvido em colaboração com a Nielsen, resultam de questionários por telefone a 600 indivíduos de ambos os sexos, com idades compreendidas entre os 18 e os 65 anos.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...