Maioria dos portugueses já ouve música e lê notícias online

O mais recente Bareme Internet mostra que 53,6% dos portugueses ouve música em plataformas digitais e que 71,9% lê notícias online. Quer isto dizer que a maioria dos cidadãos já recorre a alternativas aos meios físicos para consumir este tipo de conteúdos.

“A digitalização dos hábitos de consumo de media continua a crescer de ano para ano em Portugal e está a impactar de forma evidente o tipo de suportes em que os portugueses ouvem música ou leem notícias”, indica o mesmo relatório, elaborado pela Marktest.

Sobre o consumo de música em plataformas online, o Bareme Internet mostra que já está muito perto de atingir os 4,6 milhões, o que representa 53,6% dos cidadãos com mais de 15 anos e residentes em Portugal Continental.

Em comparação com o ano passado, verifica-se uma subida de 0,5 pontos percentuais (p.p.). Já em relação a 2019, o aumento é de 8,3 p.p.

Quanto ao hábito de ler notícias online, o Bareme Internet indica que o universo de portugueses que consome informação escrita em suportes digitais aumentou 6,7 p.p. entre 2019 e 2022, atingindo este ano um registo de 71,9% dos portugueses. Em termos absolutos, são já mais de 6,1 milhões de portugueses com mais de 15 anos e residentes em Portugal Continental.

Quase 7 milhões online

Segundo o mesmo estudo, 6,974 milhões de portugueses utilizam a Internet, o que representa 81,4% do universo composto pelos residentes no Continente com 15 e mais anos.

A TV é a forma de utilização que mais cresce em Portugal, considerando a lista de suportes utilizados para aceder à Internet: em 2022, há 3,7 milhões os portugueses a usar internet no televisor, o que representa 43,4% do universo em análise. Trata-se de uma multiplicação por 29 face a 2012.

Com este resultado, a TV reforça a condição de terceira plataforma mais comum para acesso à Internet pelos portugueses, depois do telemóvel (7,9%) e do computador (62,9%). Fica à frente do tablet (21,5%) e das consolas de jogos (10,2%).

Ler Mais



loading...
Artigos relacionados

Comentários estão fechados.