Lucros da Prada afundam 21%

Prada para siteA marca de luxo italiana Prada sofreu uma quebra acentuada dos lucros no primeiro semestre do ano, devido a uma menor procura de artigos em pele e a às flutuações cambiais.

A marca do Grupo LVMH obteve um resultado líquido de 244,8 milhões de euros nos primeiros seis meses do ano, o que representa uma quebra de 21% em relação ao período homólogo do ano passado. Em comunicado de imprensa, a Prada atribui o fraco desempenho à valorização do euro, bem como ao ambiente económico adverso.

Na sequência do anúncio de resultados, as acções da Prada caíram 1,3% na bolsa de Hong Kong, para o valor mais baixo dos últimos dois anos.

As receitas relacionadas com a venda de artigos em pele, a categoria com maiores margens de lucro, recuaram 1,4%. Em contrapartida, as receitas de calçado e pronto-a-vestir apresentaram um bom desempenho, tal como a categoria de vestuário masculino, que subiu 19%.

Para a segunda metade do ano, a marca espera que os resultados estejam “em linha” com o primeiro semestre. Ainda assim, o discurso é de optimismo. «Continuamos confiantes de que o mercados dos bens de luxo – especialmente no segmento topo de gama, onde a Prada opera com sucesso – vai manter perspectivas de crescimento interessantes a médio prazo», afirma Patrizio Bertelli, CEO da Prada.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...