Lucros da Apple estagnaram no final de 2012

No último trimestre do ano passado, o resultado líquido da Apple cresceu apenas 0,1% para 13,1 mil milhões de dólares (aproximadamente 9,8 mil milhões de euros), o ritmo de crescimento mais lento desde 2003.

Entre Outubro e Dezembro, a Apple registou receitas recorde de 54,5 mil milhões de dólares (40,9 mil milhões de euros), que comparam com os 46,3 mil milhões de dólares (34,7 mil milhões de euros) obtidos no período homólogo de 2011. As vendas no mercado internacional representaram cerca de 61% das receitas globais, anunciou ontem a empresa em comunicado.

Embaladas pelo lançamento do iPhone 5 (em Setembro passado), as vendas de smartphones subiram 29%, para 47,8 milhões de unidades, enquanto as vendas de iPads cresceram 49%, para 22,9 milhões de unidades. Em ambas as categorias, a empresa registou (novamente) recordes de vendas.

Em sentido inverso, as vendas de computadores pessoais Mac caíram 22%, para 4,1 milhões de equipamentos, acompanhas por uma quebra de 18% nas vendas de iPods, para 12,7 milhões de unidades.

Apesar de todos estes recordes de vendas e receitas, a que a empresa já habituou o mercado, a má notícia para os investidores da companhia liderada por Tim Cook esteve na quebra das margens brutas, que recuaram de 44,7% para 38,6%.

Para o seu segundo trimestre fiscal de 2013, a Apple estima obter receitas entre 41 e 43 mil milhões de dólares, e nova redução das margens brutas, que deverão ficar situadas entre 37,5 e 38,5%.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...