Lime oferece capacetes a utilizadores bem-comportados

A Lime e o Automóvel Club de Portugal (ACP) juntaram-se para organizar um dia de actividades dedicadas à promoção da segurança. No próximo dia 25, as duas marcas vão estar no parque Santos-Rio da EMEL, em Lisboa, a sensibilizar para as boas práticas de utilização das trotinetes na cidade, garantindo que todos os utilizadores da via pública convivem em harmonia.

Está a ser preparado um circuito que simula um espaço de circulação rodoviária e onde os participantes poderão mostrar o que valem. Quem nunca tiver andado de trotinete antes beneficiará de um ambiente controlado e do apoio de um formador do ACP.

Sob o mote “First Ride Academy”, a iniciativa culminará na oferta de capacetes aos utilizadores que se comprometerem a cumprir as regras de segurança e estacionamento. Isto significa, por exemplo, não abandonar as trotinetes em cima do passeio, obstruindo totalmente a passagem.

Para participar nesta academia é necessária inscrição prévia no site da Lime, sendo que existe um total de 60 vagas: 30 para o turno da manhã (10h às 13h) e 30 para o turno da tarde (14h às 17h).

«As trotinetes chegaram a Portugal há pouco mais de um ano e ainda são uma novidade», explica Nuno Inácio, director de Expansão da Lime em Portugal. «Sentimos que ainda existem muitas dúvidas quanto à sua utilização, por isso, quisemos entrar em 2020, o ano em que Lisboa ganha destaque na Europa como uma cidade sustentável, com uma iniciativa que incentive a utilização responsável deste meio de micromobilidade.»

Segundo o mesmo responsável, só uma pessoa informada pode fazer uma escolha consciente e usar os meios ao seu dispor da forma mais segura possível.

Já Carlos Barbosa, presidente do ACP, destaca o crescimento das trotinetes na cidade e o facto de o uso do capacete não ser obrigatório. No entanto, sublinha, «é a nossa consciência que deve prevalecer».

«Outra questão que é preciso interiorizar é que as trotinetes não são um brinquedo. São meios de locomoção, permitem fazer alguns quilómetros no meio do trânsito intenso e, como tal, é preciso conhecer as regras de circulação e também saber ‘conduzir’ a trotinete – ter equilíbrio, noção da distância de segurança dos outros utentes da estrada, saber travar, enfim uma série de aptidões que vão muito além de uma trotinete sem motor para as crianças andarem nos parques», acrescenta Carlos Barbosa.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Automonitor
Nissan LEAF em modo drift