Lidl Portugal exportou 18 mil toneladas de fruta e legumes

Entre Março do ano passado e Janeiro deste ano, a parceria que junta o Lidl Portugal à organização Portugal Fresh resultou na exportação de 18 mil toneladas de fruta e legumes nacionais. Mais de mil camiões atravessaram as fronteiras nacionais em direcção a oito países europeus.

Segundo o Lidl, verifica-se um crescimento de mais de 20% em relação ao período homólogo anterior. Resultado que a cadeia de supermercados encara como um reforço do seu contributo no apoio aos produtores portugueses na exportação destes alimentos para o mercado europeu.

Pêra Rocha é um dos produtos em destaque, mostrando grande receptividade em países como Espanha, França, Inglaterra, Irlanda, Polónia e Alemanha. Só para este último foram exportadas oito mil toneladas no período em causa: a pêra Rocha está disponível nas cerca de três mil lojas Lidl nesta geografia.

Uma das grandes novidades do último ano foi o arranque da exportação de cenoura biológica para a Alemanha, estando ainda em fase de avaliação. Recentemente, iniciou-se também a exportação de citrinos do Algarve – o Lidl Portugal afirma ser responsável pela compra de mais de 50% da produção de laranjas, limões e clementinas desta região.

lidl exportações legumes

A parceria entre o Lidl Portugal e a Portugal Fresh arrancou em 2014. Desde então, já exportaram mais de 48 mil toneladas de pêra Rocha para a Europa, dos quais 32 mil toneladas tiveram como destino a Alemanha. Destaca-se também a exportação de 2,9 toneladas de couve-coração, 2,3 mil toneladas de frutos vermelhos e 1,9 mil toneladas de melão.

«A parceria que mantemos com a Portugal Fresh tem-nos permitido levar a frescura dos nossos produtos aos mercados onde estamos presentes, sempre assente no princípio de qualidade ao melhor preço, e tem atingido resultados que se superam de ano para ano, comprovando o seu sucesso», comenta Pierre Silva, director de Frutas & Legumes do Lidl Portugal.

Gonçalo Santos Andrade, presidente da Portugal Fresh, também faz um balanço positivo da colaboração com a cadeia alemã. Além de aumentar as exportações, «os elevados requisitos e exigências de qualidade, de serviço e de segurança alimentar, têm contribuído para um aumento da profissionalização das empresas exportadoras que estão, agora, muito melhor preparadas e competitivas para enfrentarem o mercado, cada vez mais global».

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...