LEGO vai investir 400 milhões em blocos de construção mais sustentáveis

A LEGO anunciou hoje que irá investir 400 milhões de dólares (aproximadamente 338 milhões de euros), ao longo dos próximos três anos, no desenvolvimento de blocos de construção mais sustentáveis. O objectivo é pôr fim à produção a partir de plástico fóssil e apostar em materiais amigos do ambiente.

«A dificuldade está em conseguir que os blocos tenham a mesma cor, o mesmo brilho, o mesmo som», explica Tim Brooks, vice-presidente da LEGO para Responsabilidade Ambiental, em declarações reportadas pela agência Reuters.

O investimento deverá ajudar a empresa dinamarquesa a atingir a neutralidade carbónica até 2022 no que ao fabrico diz respeito. Até 2025, a LEGO espera também reduzir a utilização de plástico descartável nas suas embalagens. Olhando para 2030, a meta é mais ambiciosa: substituir por completo os blocos de plástico por alternativas ecológicas.

Mas a busca por uma opção sustentável tem sido difícil. Segundo a mesma agência noticiosa, uma equipa de mais de 150 engenheiros e cientistas tem trabalhado nesse sentido, durante os últimos cinco anos, mas sem sucesso: «O desafio é fazer com que um material mais mole funcione», esclarece Tim Brooks.

Todos os anos, a LEGO usa mais de 90 mil toneladas de plástico nos seus produtos. Em 2018, começou a produzir algumas das peças menos rígidas com recurso a plástico feito à base de cana de açúcar.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...