Lego quer ser a companhia das famílias durante a quarentena

Será que consegue construir um unicórnio recorrendo apenas a peças Lego? Este é um dos desafios lançados pela marca na plataforma Lets Build Together, criada a pensar nas famílias que estão em casa como forma de prevenção face ao novo coronavírus. Estimativas da Unesco apontam para mais de 1,5 mil milhões de crianças em idade escolar que estão neste momento sem aulas devido ao encerramento das escolas.

Para garantir que todas elas estão entretidas, a Lego juntou os designers, especialistas e criativos, pesquisou nos arquivos e garante ter encontrado novas maneiras de proporcionar diversão mas também aprendizagem. “A nossa esperança é aliviar algum do stress que as famílias enfrentam ao tentar manter as suas crianças curiosas e interessadas”, explica a marca dinamarquesa em comunicado.

Na plataforma online Lets Build Together – que surge acompanhada da hashtag #letsbuildtogether nas redes sociais -, são lançados desafios diários e partilhadas ideias de construção, incluindo sugestões mais retro e de build-alongs.

“Muitos de nós temos a sorte de ter a tecnologia. A nossa esperança é que enquanto não podermos estar fisicamente ligados, podemos partilhar a nossa criatividade e inspirar outros”, adianta ainda a insígnia.

O Grupo Lego e a Lego Foundation têm ainda outra iniciativa em cima da mesa, que envolve um donativo de 50 milhões de dólares (45,3 milhões de euros) para apoiar crianças desfavorecidas.

«Sabemos que é difícil as crianças estarem fora da sala de aulas e do seu ambiente normal de aprendizagem. Queremos ajudar os pais e as famílias a fazer o melhor possível porque sabemos que, quando brincam, as crianças aprendem. Aprendem importantes capacidades como a colaboração, comunicação e resolução de problemas. Estamos empenhados em continuar a apoiar, desenvolver e inspirar as crianças nestes tempos tumultuosos», sublinha Niels B Christiansen, CEO do Grupo Lego.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...