Já conhece a nova marca Almada? O concelho é “Território de Muitos”

Com imagens do Cristo Rei, das praias ou do metro de superfície com pano de fundo e, ainda, com a voz emprestada de Carlão. É desta forma que a Câmara Municipal de Almada apresenta a nova marca do concelho, assente na assinatura “Território de Muitos”.

“Almada acordou com uma nova imagem”, indica a autarquia na descrição do vídeo que dá a conhecer a marca renovada de Almada. “Uma imagem que espelha este território inspirador que atrai pessoas, talentos, vontades e atitudes. De portas abertas ao investimento, à criatividade, à partilha”, lê-se ainda.

Segundo a Câmara Municipal, Almada é um território onde todos encontram o seu espaço e onde reinam valores como a multiculturalidade, diversidade, solidariedade e tolerância. É também um território de pessoas, de natureza, de cidade, rio e mar.

“Almada é isto e muito mais. Verdadeiramente. Um território de muitos”, conclui a autarquia. Segundo Pedro Romão, assessor do Gabinete da Presidência da Câmara Municipal de Almada, o rebranding é fruto de um trabalho de um ano. Numa publicação partilhada no LinkedIn, o responsável adianta que se trata de uma marca mais arrojada e irreverente, que rasga convenções, que não esquece o passado mas que olha para o futuro.

A nova marca de Almada é da autoria da deadinbeirute, agência desta cidade que venceu o concurso lançado pela autarquia. Segundo explica em comunicado, o objectivo era elevar e celebrar aquilo que o território representa e tem para oferecer.
Na base do projecto esteve a obra “Corografia Portugueza”, de António Carvalho da Costa, que descreve topograficamente o Reyno de Portugal e que dá conta de que Vimadel terá sido o primerio nome de Almada – sendo que Vimadel significa “povoaçaõ de muytos”.

«Ficámos felizes, independentemente da validade histórica desta descrição, pelo facto de Almada ter esta capacidade de ser diversa há séculos. Sabemos que aqui coexistem diversas crenças e vontades. Coexistem diversas culturas. Que coexistem através da solidariedade e da tolerância. Mas, acima de tudo, coexistem porque o território oferece a todos o seu espaço e isso reflecte-se na representatividade que o território tem, em diversas áreas, de pessoas de reconhecido valor», explica Marko Rosalline, responsável pela deadinbeirute.

Segundo o criativo, ainda hoje se sente que «é essa a verdadeira essência de Almada». É um território onde a diversidade, a solidariedade e a tolerância continuam. «Um território de muitos e constituído por muitos», conclui.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...