Incubadora de startups é resposta do New York Times à crise

O jornal norte-americano The New York Times abriu as inscrições para o seu próprio programa de incubação de startups, denominado TimeSpace. A iniciativa surge com o objectivo de aproximar os empreendedores do jornal e encontrar formas inovadoras de criar, recolher e distribuir notícias e outro tipo de informações.

As empresas interessadas devem submeter a sua candidatura até ao próximo dia 19 de Fevereiro. Nesta fase inicial do programa, o New York Times vai dar prioridade a startups das áreas mobile, vídeo, publicidade, redes sociais e e-commerce.

Das empresas que se candidatarem ao programa, serão escolhidas entre três e cinco para trabalhar na sede da publicação, em Nova Iorque, durante quatro meses. Ao longo deste período, as startups seleccionadas terão a oportunidade de “conhecer a equipa do Times, testar o seu produto e ensinar/aprender ao lado de empreendedores e funcionários que ganham a vida nas áreas dos media digitais, tecnologia e jornalismo”, explica o The New York Times na página de inscrições do TimeSpace.

O programa surge como um complemento ao laboratório de pesquisa e desenvolvimento do jornal, que tem servido de incubadora a diversos projectos de software e hardware, tais como a aplicação móvel de notícias News.me. “É muito simples: o New York Times, e os media em geral, atravessam um período de mudança sem precedentes. O nosso principal objectivo é o de melhorar a sociedade ao criar, recolher e distribuir notícias e informações de alta qualidade. Queremos esforçar-nos e encorajar os outros a fazer o mesmo, e acreditamos que o TimeSpace pode ser uma parte desse processo”, explica a publicação.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...