Impresa reduz prejuízos para 4,9 M euros em 2012

impresaO Grupo Impresa anunciou que obteve um resultado líquido negativo de 4,9 milhões de euros em 2012, o que representa uma melhoria de 86% em relação aos prejuízos de 35 milhões de euros no ano anterior.

Excluíndo os custos de reestruturação e perdas de imparidade, o grupo liderado por Pinto Balsemão fechou o ano passado com um resultado líquido ajustado de 1,36 milhões de euros, que compara com os 187 mil euros de lucro em 2011, de acordo com um comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Em Outubro passado, o grupo anunciou um plano de reestruturação que implicou o encerramento de cinco publicações das áreas automóvel e decoração, bem como a dispensa de 50 trabalhadores. Com estas medidas, o Grupo Impresa conseguiu uma redução das despesas em 4,9 milhões de euros, o mesmo montante que o grupo estima poupar “nos próximos 13 meses”.

No período em análise, o Grupo Impresa registou um EBITDA (resultado antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) de 19,5 milhões de euros, o que representa um decréscimo em termos homólogos de 12,5%, para 22,3 milhões de euros.

No ano passado, as receitas consolidadas da empresa recuaram 8,3%, para 229 milhões de euros, o que compara os 249,8 milhões de euros acumulados no ano anteiror. Já as receitas publicitárias desceram 12,2%, para 117,3 milhões de euros. Ainda assim, este resultado “representa um comportamento significativamente melhor do que o mercado, que desceu 18%”, ressalva o grupo.

As receitas de venda de publicações recuaram 11,9%, para 30,4 milhões de euros, o que se explica “pela quebra das vendas em banca e pela descontinuação de algumas publicações”, adianta o Grupo Impresa. A televisão foi o sector que registou uma menor queda das receitas, 2,6% para 158,7 milhões de euros.

O Grupo Impresa aumentou a sua quota de mercado de 24,3% em Dezembro de 2011 para 25,9% no final de 2012.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...