Há uma nova plataforma de moda em segunda mão com recolha em casa

O mercado de compra e venda em segunda mão está a crescer, especialmente na área da moda. E com esse crescimento chegam novos projectos e negócios, como é o caso da MyCloma, plataforma online criada por cinco jovens portugueses que propõe não só a venda de roupa usada como também a sua recolha.

A ambição da MyCloma é contribuir para a redução da pegada ecológica do sector têxtil em Portugal, incentivando o hábito de aquisição de artigos em segunda mão que prolongam, assim, o seu ciclo de vida. Em última instância, quer uma economia mais sustentável.

“Qualquer pessoa pode solicitar um pedido de recolha de vestuário e/ou acessórios que pretende vender sem sair do conforto de sua casa”, explica a plataforma em comunicado. As peças são, depois, validadas, fotografas e colocadas à venda. Se os artigos não preencherem os requisitos de qualidade estipulados, o cliente pode pedir a devolução ou optar pela entrega a uma organização sem fins lucrativos (ONG) parceira da MyCloma. A plataforma encarrega-se da entrega.

Por outro lado, caso as peças sejam colocadas à venda e alguém compre as mesmas, o cliente pode reinvestir o ganho noutros artigos (numa espécie de sistema de créditos) ou solicitar a transferência para a sua conta bancária.

A MyCloma arrancou no último mês e, até agora, soma mais de 250 pedidos de recolha, num total de aproximadamente cinco mil peças. Destas, já doou mais de duas mil a associações e ONGs. Hoje, arrancam as vendas através do lançamento da plataforma online com mais de 400 artigos. Todos os dias, serão adicionados novos produtos.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...