Há um novo marketplace dedicado a roupa em segunda mão

O mercado da moda em segunda mão continua a crescer, desta vez com a ajuda do Wezed, um marketplace português que se dedica exclusivamente à venda de vestuário usado. Criado por Rui Pedro Santos, jovem português a estudar Economia no Reino Unido, o projecto pretende ser uma solução para tornar a indústria da moda mais autêntica, inclusiva e consciente.

«A ideia surgiu da necessidade de vender algumas peças de roupa, enquanto reorganizava o meu guarda-roupa. Senti que não havia uma plataforma para o efeito, em Portugal, onde pudesse publicar as minhas peças, gerir todo o processo de venda e efectuar as vendas de forma totalmente segura», explica o fundador da Wezed – cujo nome resulta de uma combinação de We(Nós) + Zed (Geração Z).

Surgia, então, a necessidade de responder ao seu próprio problema, tirando partido da experiência tecnológica do seu padrinho, que se junta assim ao marketplace. Em comunicado, os responsáveis pelo Wezed explicam que uma das principais diferenças face a plataformas como OLX ou Facebook reside na segurança das operações e transacções financeiras: todos os pagamentos são efectuadas através do próprio marketplace.

Caso o produto não chegue nas melhores condições ou não corresponda à descrição, os clientes têm também a garantia de reembolso. Do lado do vendedor, as vantagens apontadas passam pela entrega efectiva do valor dos produtos, uma vez que o pagamento é feito via transferência bancária.

Quanto ao processo de compra, o Wezed ambiciona reduzir burocracias e custos. Por isso, toda a logística fica a cargo do vendedor, responsável por fotografar e publicar o anúncio do produto, fechar a venda e enviar a encomenda directamente ao comprador.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...