Há 2 projectos nacionais nos finalistas de desafio global para melhorar a saúde na infância

Está prestes a chegar ao fim a 2.ª edição do desafio global “The Healthy Childhood Challenge”, criada pela Novo Nordisk em colaboração com a UNICEF. A iniciativa, que tem como objectivo apoiar e financiar ideias que promovam ambientes saudáveis para as crianças, recebeu 100 candidaturas e oito delas são portuguesas.

E depois de, na primeira edição, em 2021, o projecto português “Food From the Block”, da Associação Locals Approach, ter estado entre os três vencedores, agora é a vez de mais dois projectos portugueses estarem na lista dos 10 finalistas.

O “Good Food Good Loop” é um deles e a ideia é assinada pelos Municípios de Sintra e de Figueira de Castelo Rodrigo, assim como pelo Laboratório de Nutrição da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa. O principal objectivo é actuar contra o desperdício alimentar nas escolas do 1.º ciclo do ensino básico dos dois concelhos, apoiando um modelo de economia circular e promovendo um ambiente mais saudável para os mais novos.

Como? Através de iniciativas como a criação de um sistema de recompensas, em que os alunos das escolas com menos desperdício alimentar nas cantinas terão acesso ao “sustento”, uma moeda local que dará acesso gratuito a produtos saudáveis e sustentáveis em estabelecimentos parceiros, a actividades desportivas ou até actividades lúdicas, como museus e teatros.

Já o segundo projecto, o “Quetebá Grows Healthy”, desenvolvido pelo Município de Sintra, Ministério da Educação da Guiné-Bissau, a ONG Únika Mixing Cultures, o Laboratório de Nutrição da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa e o Centro de Estudos de Educação da Faculdade de Motricidade Humana da Universidade de Lisboa, propõe a implementação de um plano de acção para dotar a comunidade escolar de Quetebá – na cidade guineense de Cacheu – de conhecimentos e ferramentas que lhes permitam promover uma cultura mais activa e saudável.

O “Quetebá Grows Healthy” assenta em três eixos: uma horta escolar para a agricultura de produtos hortícolas, a integração da literacia alimentar no currículo escolar, através de sessões semanais sobre alimentação e nutrição, e, ainda, aulas semanais de educação física para as crianças.

«Saber que temos dois projectos portugueses na lista dos 10 finalistas ao The Healthy Childhood Challenge é, para nós, um motivo de grande orgulho. A prevenção da doença é uma parte fundamental do compromisso social da Novo Nordisk, este ano com particular ênfase na infância, que representa uma oportunidade de impacto único para fazer a diferença na saúde das pessoas», diz, em comunicado, Paula Barriga, directora-geral da Novo Nordisk Portugal.

Ler Mais



loading...
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...