Guia parental para o TikTok: tudo sobre o novo vício dos seus filhos

A Apple quer ajudar os pais a lidar com uma das aplicações mais populares entre os jovens e adolescentes, o TikTok. Para isso, lançou um guia parental onde explica exactamente do que se trata, quais as funcionalidades e as razões pelas quais os mais novos parecem gostar tanto.

Primeiro que tudo, a Apple sublinha que o TikTok conta com centenas de milhões de utilizadores, sendo, por isso, uma das maiores redes sociais do mundo. Em traços gerais, permite aos utilizadores enviarem vídeos curtos com banda sonora, combinando características de outras plataformas como YouTube, Vine ou Instagram.

“Se os teus filhos mostram interesse em criar vídeos engraçados, videoclipes ou em ver aqueles criados por outras pessoas, provavelmente estão a usá‑lo. E tu podes querer ficar de olho nisso”, indica a Apple no guia parental que preparou.

Segundo a tecnológica, os utilizados do TikTok são, na sua maioria, seguidos apenas pelos amigos. No entanto, os mais populares podem atingir os milhões de seguidores. “Os miúdos costumam seguir as grandes estrelas do TikTok e os seus próprios amigos, depois fazerm vídeos que somente os amigos podem ver”, esclarece a Apple, acrescentando que é como fazer filmes caseiros a que são acrescentados efeitos especiais, música e transições.

Mas, afinal, porque é que os mais jovens são tão fãs? A Apple considera que o segredo está na duração e na sensação de partilha. Por um lado, os vídeos são curtos e, por isso, mais imediatos. Por outro, existem tendências e desafios que incentivam os utilizadores a enviar as suas próprias versões de um videoclipe ou música.

O conteúdo é, geralmente, para maiores de 12 anos, mas a Apple alerta que existem algumas letras mais explícitas do que outras. Os utilizadores podem assistir apenas aos vídeos dos amigos que seguem, explorar alguns dos conteúdos sugeridos pela app ou procurar directamente novos conteúdos através de hashtags, por exemplo.

Por defeito, qualquer pessoa pode assistir aos vídeos publicados no TikTok. Contudo, essa definição pode ser alterada através da ferramenta Privacy and Safety, desactivando a opção Allow Others To Find Me”. Desta forma, “estranhos não serão recomendados aos teus filhos e os vídeos que eles partilharem não vão surgir na já mencionada secção For You”.

Além disso, a Apple recomenda que se active a opção Private Account para que apenas utilizadores aprovados possam ver os vídeos que os utilizadores partilharem. Também é possível definir quem pode enviar comentários, reacções e mensagens.

A tecnológica aconselha ainda que se conversa com as crianças e adolescentes sobre os perigos de partilhar informações com estranhos. No mesmo sentido, “pedir para os seguir (prometendo não os envergonhar com comentários) ajuda a amenizar o grau de preocupação, especialmente com os pré‑adolescentes”.

O guia parental da Apple termina com um alerta relativamente aos custos associados ao TikTok. Embora a aplicação seja de utilização gratuita, é possível comprar moedas que se transformam em presentes para os autores de vídeos transmitidos em directo. Os utilizadores podem assistir sem dar moedas, mas os criadores incentivam essas doações com a promessa de menção dos seus nomes durante os directos.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...