Governo reforça apoios para micro e pequenas empresas de Turismo

O Governo aprovou um reforço da linha de apoio à tesouraria das micro e pequenas empresas do sector do Turismo em 20 milhões de euros.

O reforço irá incidir sobre a linha de apoio do Turismo de Portugal, dedicada às micro e pequenas empresas do sector, que ascende assim a uma «dotação orçamental de 120 milhões de euros». Esta linha contabiliza, até ao momento, 10.368 candidaturas e um financiamento aprovado de 92,8 milhões de euros, segundo o Executivo.

A linha de apoio do Turismo de Portugal permite que as micro e pequenas empresas possam ter um apoio financeiro de 750 euros por posto de trabalho, por mês, durante três meses, até ao montante máximo de 20 mil euros, para as micro-empresas, e de 30 mil euros, no caso de pequenas empresas. De acordo com o ministério da Economia, a partir de agora foi também fixado um valor adicional de 250 euros por empresa, a acrescer ao valor do prémio de desempenho, «para as empresas que adiram ao selo “Clean & Safe” e frequentem pelo menos uma das respectivas acções de formação em 2021».

Além disso, a secretaria de Estado do Turismo decidiu ainda alterar a aplicação das moratórias para o arranque dos reembolsos, passando estes para 30 de Junho de 2022.

Em comunicado, Rita Marques, secretária de Estado do Turismo, garante que o Governo vai continuar a «trabalhar para responder às necessidades das empresas e dos trabalhadores do nosso sector, tão fustigado por força desta pandemia». «A linha de micro-crédito gerida pelo Turismo de Portugal, dirigida às micro-empresas turísticas e, entretanto, alargada às pequenas empresas, tem apresentado uma resposta muito competente, actuando em complementaridade com outros instrumentos de apoio criados pelo Governo com o objectivo de salvaguardar a sobrevivência das nossas empresas e a manutenção do seu capital humano», reitera.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...