«Google Shopping é como uma montra gigante»

O Google Shopping está disponível em Portugal desde o início do ano, permitindo aos utilizadores encontrar produtos disponíveis para venda nos resultados das suas pesquisas. Para as marcas e negócios que ainda não sabem exactamente como tirar o melhor partido possível desta ferramenta, a Flag vai promover um webcast gratuito já no próximo dia 22, ente as 19h e as 21h.

Durante duas horas, o formador Marco Gouveia (Google Regional Trainer) irá abordar as vantagens e desafios do Google Shopping, tendo em vista a maximização do alcance e venda de produtos online. A Marketeer falou com Marco Gouveia, em antecipação da formação.

A quem se dirige o Google Shopping? Quem poderá beneficiar mais desta ferramenta?

O Google Shopping é uma ferramenta que permite aos proprietários de uma loja online darem maior exposição aos seus produtos ainda antes de entrarem na mesma. Em termos análogos podemos considerar esta ferramenta como uma montra gigante que serve para dar uma maior visibilidade, porque surge com a imagem do próprio produto, e que facilita imenso a comparação de preços. Os grandes beneficiados são claramente as lojas online.

Quais são as grandes vantagens da sua utilização?

Existem dois grandes blocos de vantagens! Para as lojas, o aumento exponencial da sua visibilidade e por consequência o aumento das vendas é uma realidade e, no fim do dia, é esse o KPI mais importante para quem vende online. Os gestores de campanhas Google AdWords também conseguem ver o esforço reduzido porque existe muito trabalho manual que deixa de ser feito embora seja fundamental a criação de um bom feed para os produtos.

Por outro lado, que falhas apresenta?

O maior desafio para quem quer apostar no Google Shopping é a criação do feed, que é de uma forma muito reduzida uma listagem dos produtos, fotos e preços dos mesmos, isto porque em alguns casos requer a ajuda de um programador ou a instalação de um plug-in – um extra – no website. Prevejo que este processo fique cada vez mais simplificado e com isso se comecem a ver ainda mais anunciantes.

Está disponível em Portugal desde o início do ano. Como tem sido a reacção e adesão?

A reacção e adesão têm sido brutais! É muito raro, nos dias de hoje, fazermos uma pesquisa no Google por um produto e não o vermos listado como anúncio no topo com a foto, o nome do produto e o preço. Façam uma pesquisa por “pratos de cerâmica”, “máquinas de café”, “blocos de notas” ou “canetas”. São só alguns dos exemplos!

Texto de Filipa Almeida

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...