Google mostra o batimento cardíaco da Terra

Neste Dia Mundial do Ambiente (5 de Junho), a Google Arts & Culture (GA&C) associou-se a um conjunto de artistas e às Nações Unidas para criar o projecto Heartbeat of the Earth, uma série de obras de arte interactivas que pretendem sensibilizar a população para os principais problemas ambientais.

A plataforma desdobra-se por diferentes projectos: “Paradoxo do Litoral”, um mapa que permite visualizar o aumento real e previsto do nível do mar à escala global; “Linhas do tempo”, um conjunto de fotografias que documentam o recuo dos glaciares nos últimos 140 anos; “O que comemos”, uma ferramenta interactiva que mostra a pegada de CO2 de diferentes alimentos e dietas; e “Mergulhando nos oceanos acidificantes”, uma visualização interactiva de dados que convida a explorar o impacto do aumento da temperatura e dos níveis de CO2 na vida marinha.

Os projectos foram criados pelos artistas Fabian Oefner (da Suíça), Timo Aho e Pekka Niittyvirta (Finlândia), Laurie Frick (EUA) e Cristina Tarquini (Itália). Cada artista explorou dados sobre o clima utilizando tecnologias digitais, incluindo nuvens de pontos, drones equipados com luzes LED, Google Earth, Google Maps e Street View. O objectivo, explica a Google, passa por «transformar dados científicos em formatos facilmente acessíveis e emocionalmente relacionáveis» e estreitar as relações entre a arte e a tecnologia.

Quanto aos dados ambientais, baseiam-se no Painel Intergovernamental Sobre Mudanças Climáticas (IPCC), divulgado pelas Nações Unidas em 2018.

Veja aqui o filme de introdução:

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...