Fracas estimativas levam à demissão do presidente da Canon

canonA Canon anunciou hoje que o seu presidente, Tsuneji Uchida, irá abandonar o cargo, depois de a maior fabricante mundial de máquinas fotográficas prever um crescimento financeiro inferior a um por cento em 2012, pelo segundo ano consecutivo.

De acordo com um comunicado divulgado no site da Canon, Tsuneji Uchida, de 70 anos, irá abandonar os cargos de presidente e chief operating officer (COO) no dia 29 de Março, sendo substituído, na presidência, por Fujio Mitarai (76 anos), que acumulará o cargo com as actuais funções de chairman e CEO. Segundo o documento, Uchida passará a senior adviser da companhia.

De acordo com a agência Bloomberg, a empresa nipónica estima alcançar, no acumulado deste ano, 250 mil milhões de ienes (aproximadamente 2,48 mil milhões de euros), que compara com os 248,6 mil milhões de ienes arrecadados no final de 2011. No ano passado, o crescimento da empresa não foi além de 0,8%.

Segundo a agência Reuters, a Canon, que obtém 80% das receitas a partir do mercado externo, tem sido afectada pelo aumento dos custos de produção resultantes da valorização histórica da moeda nipónica – no ano passado, o iene valorizou 8,9% em relação ao euro e 5,5% face ao dólar -, pela fraca perspectiva económica do país e pelos prejuízos associados às cheias na Tailândia, onde possui fábricas.

“O futuro é cada vez mais incerto, à medida que aumentam as preocupações em torno de uma desaceleração da economia mundial”, afirmou a empresa em comunicado, citado pela Bloomberg.

De acordo com a mesma fonte, desde o início de 2011, as acções da fabricante de câmeras fotográficas e impressoras já desvalorizaram 19% na praça bolsista de Tóquio, contra a valorização de 4% da rival Nikon.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...