Ficção nacional vai estar à venda em Lisboa

Durante os dias 28 e 29 de Abril, o Centro Cultural de Belém (CCB) transforma-se na Meca da ficção portuguesa. A culpa é de OnSeries Lisboa, evento que pretende ser uma janela para aquilo que se faz em Portugal na área da produção. Está prometida a presença de executivos de aquisições, responsáveis de co-produções e imprensa internacional.

Segundo a organização, a cargo da Inside Content, trata-se do primeiro evento dedicado em exclusivo à ficção nacional para televisão. Em destaque vão estar obras já terminadas, mas também projectos à procura de financiamento, segundo é explicado em comunicado. Os visitantes terão oportunidade de participar em encontros com autores e produtores.

Para Géraldine Gonard, directora do OnSeries Lisboa, a missão é clara: «Queremos pôr em contacto directo quem toma as decisões chave da indústria com os recursos de Portugal. Este showcase desempenha um papel vital para fazer de Portugal uma opção viável para muitos actores da indústria internacional.»

Segundo a responsável, esta é a melhor maneira de viabilizar uma co-produção e atrair investimento estrangeiro. Géraldine Gonard lembra ainda que a Inside Content é também a empresa por detrás da organização do Conecta Fiction, em Espanha, e que, por isso, querem «estreitar laços entre os produtores de Portugal e de Navarra». Este é o momento, sublinha, de realizar o primeiro programa de intercâmbio de projectos entre Portugal e Navarra.

Luís Chaby Vaz, presidente do Instituto do Cinema e do Audiovisual, também considera que se trata de uma excelente oportunidade para as empresas e criadores portugueses mostrarem o seu potencial. No OnSeries, produtores independentes e executivos das principais estações de televisão apresentarão em primeira mão tudo o que têm para oferecer além-fronteiras.

Além de encontros one-on-one, estão pensadas duas sessões de pitching para novos projectos: uma para procurar parceiros, agentes de vendas e/ou plataformas de streaming; outra para projectos de co-produção entre Portugal e Navarra.

«Parece-nos uma óptima iniciativa, no momento certo, no local certo, no sector certo. A produção audiovisual em Portugal, em especial no domínio da ficção, está a atravessar uma fase de forte evolução, com um nível de qualidade crescente e uma oferta diversa e interessante. E cada vez mais com ambição global», afirma Gonçalo Reis, presidente da RTP.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Automonitor
Nissan LEAF em modo drift