Facebook lança fundo de 3 milhões para apoiar jornalistas europeus

O Facebook pode pertencer a uma empresa norte-americana, mas está de olhos postos no jornalismo europeu. A companhia liderada por Mark Zuckerberg, através do Facebook Journalism Project, juntou-se ao European Journalism Centre para criar um fundo de três milhões de dólares (cerca de 2,7 milhões de euros) para apoiar a comunicação social do Velho Continente durante a pandemia de COVID-19.

Apelidado de European Journalism COVID-19 Support Fund, o fundo dirige-se a jornalistas que estejam a cobrir a actualidade e que sejam particularmente vulneráveis em relação à actual crise económica. O Facebook Journalism Project e o European Journalism Centre estão especialmente interessados em apoiar organizações noticiosas de pequena e média dimensão.

Em comunicado, o Facebook garante que os critérios de selecção dos meios a apoiar é totalmente independente e que o facto de utilizarem ou não ferramentas e produtos do Facebook não terá peso na decisão. O montante disponível será atribuído através de diferentes categorias, nomeadamente fundos de emergência ou fundos de inovação.

A ideia é que o dinheiro possa ser utilizado para contratar mais jornalistas, organizar eventos online ou lançar uma newsletter dedicada especificamente ao COVID-19, entre outros. A simples sobrevivência de um jornal ou revista também será motivo de candidatura ao fundo.

«Profundamente afectados pelo impacto ocmercial do COVID-19, os jornalistas providenciam cobertura essencial com recursos mínimos. Sem apoio urgente, os media locais e de comunidades serão incaapzes de combater a desinformação e informar os cidadãos», explica Adam Thomas, director do European Journalism Centre.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...