Eventos virtuais são para continuar no mundo pós-pandemia

O adiamento e cancelamento de milhares de eventos devido à pandemia de COVID-19 levou as empresas a pensarem em alternativas. Surgiram os eventos digitais e os conceitos híbridos, em que parte das pessoas está presente fisicamente e outra parte participa através de sistemas de streaming. No entanto, será que estas são apenas soluções temporárias?

Um estudo elaborado pelo The 614 Group mostra que, pelo menos nos Estados Unidos da América, os eventos digitais vieram para ficar. Do outro lado do Atlântico, 62,3% dos profissionais de Marketing indica que é muito provável que se realizem eventos virtuais globais com vídeo em directo através dos quais grandes nomes debatem assuntos prementes.

A lista de tipos de eventos com maior probabilidade de ocorrerem num mundo pós-pandemia continua com eventos virtuais pensados para proporcionar a troca de ideias entre grupos de especialistas (58,9%) e encontros globais de especialistas regionais ou nacionais (50,1%).

Também deverão continuar a realizar-se encontros virtuais privados, a que podem aceder apenas membros de determinado grupo. São momentos de networking pensados para promover o contacto entre empresários empreendedores.

No fim da lista, com probabilidades mais reduzidas, surgem ainda experiências de realidade virtual ou aumentada que visem dar a conhecer novos produtos ou serviços ou cocktails virtuais entre clientes. Neste caso, as empresas poderão apostar em experiências diferentes para captar a atenção dos respectivos públicos, nomeadamente concertos ou outro tipo de actuações artísticas.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...