Este champô não é para comer. Infarmed deixa alerta sobre produtos da Garnier

O Infarmed alerta que os champôs e amaciadores da gama Hair Food (Aloe Vera, Banana, Macadâmia, Melancia e Papaia) da marca Fructis de Garnier podem ser confundidos com géneros alimentícios devido à sua apresentação. O aviso, publicado no site desta autoridade responsável por supervisionar medicamentos e produtos de saúde, chega na sequência de informação transmitida pela Comissão Europeia.

“Embora não apresentem um risco para a saúde e segurança dos consumidores, em condições normais de utilização, estes produtos foram sujeitos a medidas correctivas que visam diminuir o risco de confusão com géneros alimentícios, para os consumidores, em especial, as crianças”, adianta o Infarmed.

O Infarmed indica que foram acordadas medidas entre a L’Oréal, que detém a marca, e várias autoridades europeias no sentido de alterar o sistema de fecho e selagem das embalagens, por exemplo. Serão também incluídas advertências e outras informações ao consumidor na rotulagem, sob a forma de texto, imagens ou outros sinais figurativos.

Estas serão somente medidas preventivas uma vez que, segundo a autoridade, “estes produtos cosméticos, colocados no mercado pela L’oréaL, têm vindo a ser amplamente distribuídos no mercado europeu desde Janeiro de 2020, não tendo sido reportado nenhum caso de ingestão intencional ou acidental”.

Em Portugal, o Infarmed também chegou a acordo com a L’Oréal para que esta gama de produtos seja disponibilizada no mercado com uma nova apresentação a partir do próximo mês de Maio.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...