Esta loja subaquática alerta para o consumo excessivo de água

A Moda é uma das três indústrias que mais água consome: são precisos 2700 litros de água para produzir uma t-shirt de algodão, por exemplo, o suficiente para uma pessoa beber durante dois anos e meio. Perante dados como estes, a ANP|WWF decidiu alertar a população para o consumo excessivo associado à produção de vestuário. E que local melhor do que a ModaLisboa?

Em colaboração com a agência Nossa – que também desenvolveu o live streaming mais longo de sempre – a associação irá instalar uma loja subaquática no Lounge de Sustentabilidade do evento cujo arranque acontece já amanhã, dia 5. A Underwater Store apresenta-se como a primeira loja do género, sendo que terá apenas uma peça em exposição.

A ANP|WWF e a Nossa reaproveitaram uma t-shirt e colocaram-na num aquário cheio com a mesma quantidade de água que foi usada no seu fabrico. A loja disponibiliza ainda uma experiência assente em realidade aumentada, através da qual é possível conhecer um total de seis t-shirts

«É essencial que as pessoas sejam mais responsáveis quando consomem qualquer bem e o mesmo aplica-se ao seu consumo de moda. Um novo estilo de estar e vestir mais amigo do planeta passa por escolher peças feitas com materiais duráveis e intemporais, cuidar das nossas roupas, reciclar o que já não se usa e reaproveitar peças antigas, transformando-as», sublinha Ângela Morgado, directora executiva da ANP|WWF.

A responsável acredita que a nova edição da ModaLisboa é a prova de que moda e sustentabilidade não são, obrigatoriamente, antónimos. Segundo Ângela Morgado, «há cada vez mais designers nacionais preocupados com esta temática e que é possível criar moda dentro dos limites de recursos que o nosso planeta tem para oferecer».

Nuno Presa Cardoso, partner na Nossa, acrescenta que a Underwater Store é a forma encontrada para «alertar para o consumo desenfreado de moda e para inspirar uma nova geração a fazer diferente e a consumir moda de forma mais responsável». É esse o papel da Nossa, afirma ainda o criativo: «Pôr as pessoas a pensar para alterarem comportamentos.»

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...