Ervideira compra parte da produção de cooperativa de Portel e lança-se no azeite

Embora seja mais conhecida pelos seus vinhos, a Adega Ervideira aponta agora também a outra área de negócio. Segundo avança a agência Lusa, a empresa investiu entre 27 e 30 mil euros na aquisição de parte da produção de azeite dos cerca de 400 associados da Cooperativa Agrícola de Portel.

De produção tradicional, o primeiro azeite da Ervideira destinar-se-á a um mercado premium. Para isso, contará com uma garrafa de luxo e com uma apresentação gourmet.

«Mais do que um investimento grande, há aqui uma componente de produto de muito boa qualidade, que se estava a perder, e por isso tem de haver uma empresa com alguma força comercial para vender o produto mais caro em 20% ou 30% no mercado», explicou Duarte Leal da Costa, director executivo da Ervideira, em declarações à Lusa.

A produção foi adquirida a um preço «cerca de 15% a 20% acima do valor» dos outros azeites, pagando «3,10 euros pelo quilo de azeite», adiantou ainda o responsável. O preço habitual era de 2,40 euros.

«Um olival tradicional, hoje em dia, praticamente o seu azeite já não tem venda. E a ideia é conseguir arranjar cada vez mais mercados e explicar ao consumidor – e este é que é o nosso grande trabalho – que tem aqui um azeite mais macio, não tão picante e com maior durabilidade», afirma Duarte Leal da Costa, explicando o desafio que a Ervideira tem pela frente.

Para já, há quatro mil garrafas de meio litro prontas a serem colocadas à venda, sendo que está prevista a sua disponibilização já na próxima semana. O azeite Ervideira poderá ser encontrado nas lojas físicas e online do produtor, mas também será distribuído junto da restauração e garrafeiras.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...