EGF: «Há que despertar consciências»

Promovida pela EGF, a campanha “O futuro do planeta não é reciclável” conta com um filme de Ruben Alves, realizador de “A Gaiola Dourada”. Procura-se explicar o processo de reciclagem e que as atitudes individuais contribuem, de facto, para um bem maior.

Texto de Maria João Lima

É a mais recente campanha multimeios de promoção da reciclagem. Com a assinatura “O futuro do planeta não é reciclável” visa estabelecer uma causa/efeito no processo de reciclagem, explicando o porquê e tangibilizando as consequências num enquadramento mais global. Toda a campanha, visível até final de Novembro, baseia-se na dualidade de termos de reciclar o que podemos, pois há muitas outras coisas que não se reciclam.

Ana Loureiro, directora de Comunicação da EGF, co-financiada pelo POSEUR. «É a maior campanha que já houve para este tema, com fundos públicos», assegura.

Para ler o artigo na íntegra consulte a edição de Outubro de 2020 da revista Marketeer.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...