E depois do adeus

Por Francisco Reis, partner da Guess What

Se veio aqui ler um texto sobre outro tema, desengane-se já. Este é um texto sobre o impacto da Covid-19 na comunicação. Tentarei dizer algo novo. Vamos a isto?

Portugal está unido na resistência à Covid 19 e a maior parte daqueles que o podem fazer, estão a trabalhar em casa, dando uso às ferramentas de sempre – telefone e computador – com acréscimo do uso das videochamadas, como factor de aproximação (nunca antes tínhamos visto as casas dos nossos colegas, clientes e parceiros nem estávamos habituadas a trocar as camisas e blazers por t-shirts e sweatshirts).

No mundo da comunicação, as marcas e empresas tentam apostar em campanhas online que marquem a diferença e fiquem na memória dos consumidores (o truque de comunicação maior não é vender já, mas causar boa impressão, o que ajuda a explicar o aumento de responsabilidade social). Os meios de comunicação social e agentes culturais (multiplicam-se concertos, espectáculos de stand-up e Bruno Nogueira inaugurou um talk show com audiência de mais de 60 mil pessoas por noite) oferecem conteúdos, a comunicação interna tornou-se ainda mais importante numa altura em que as equipas estão separadas e, mesmo marcas que não comunicavam, usam e abusam da assessoria, comunicação nas redes sociais e publicidade online para se manterem à tona.

Já sabemos. A Covid mudou o mundo (provavelmente algumas das mudanças não serão passageiros) e claro, mudou o mundo da comunicação. Muito se escreveu sobre comunicar em tempo de Covid mas, a meu ver o ponto essencial prende-se com o futuro.

O que fazer depois do adeus… do vírus? Esse deve ser o foco, dos consultores de comunicação hoje. Estar dois passos à frente e pensar já na estratégia de cada cliente para depois da pandemia e para os dias em que, gradualmente, a normalidade regressará. Pensar no posicionamento: o que é previsível que mude em cada sector de actividade e que factores distintivos tem cada marca? Pensar nas mensagens: é preciso ressuscitar uma marca, suspensa em tempos de Covid? Há matéria para construir sob a comunicação feita durante a pandemia? Pensar nos canais: os jornais gratuitos de hoje, vão ganhar os compradores de amanhã? As videochamadas vão continuar a ser prática e um encontro com jornalistas passará a fazer mais sentido desta forma?

O pós-Coronavírus será, ainda, um tempo para acelerar em definitivo a transformação da comunicação digital das empresas e reforçar os programas de cocriação de comunicação com os consumidores. Em confinamento hoje, um consultor é um intérprete de tendências.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...