Drop-Off: a nova solução da Uber para empresas de bens de consumo

A Uber está a desenvolver em Portugal uma nova solução B2B, ou seja, dirigida especificamente ao segmento empresarial. Chama-se Uber Drop-Off e pretende ser um apoio à escala e capacidade logística de retalhistas e empresas de bens de consumo. Como? Através da abertura à comunidade de motoristas parceiros da plataforma no País.

«Trabalhamos todos os dias para apoiar a nossa comunidade de utilizadores e motoristas durante este momento difícil. A partir de agora, abrimos a nossa aplicação para ajudar grandes retalhistas e pequenos comerciantes a entregar os seus produtos em casa dos portugueses, assim como ajudar os motoristas e parceiros a ultrapassar esta fase que o País atravessa», explica Manuel Pina, director-geral da Uber em Portugal.

A nova solução faz parte do plano de medidas desenhado pela tecnológica para orientar a operação em Portugal em contexto de pandemia. Há também novas regras para motoristas, utilizadores, restaurantes e estafetas que trabalham tanto com a Uber como com o serviço Uber Eats.

No que às viagens com a Uber diz respeito, a empresa lembra que devem ser realizadas somente em situações estritamente necessárias, tal como determina o estado de emergência decretado pelo Presidente da República. Chegados ao veículo, os utilizadores não devem sentar-se no banco dianteiro, reduzindo para três o número total de passageiros que podem viajar via UberX, UberGreen, UberComfort ou UberBlack. No caso do UberXL, podem viajar cinco pessoas.

Para o serviço de entrega de refeições Uber Eats, a lista de regras e recomendações é mais extensa. Primeiro que tudo, não deve haver contacto entre as várias partes, incluindo funcionários do restaurante, parceiros de entrega e utilizadores. Nesse sentido, a empresa diz ter ajustado o número de pedidos na aplicação para limitar o número de parceiros de entrega que aguardam pedidos no mesmo restaurante.

Para o utilizador, basta seleccionar a opção de entrega “Deixar à Porta” para que o estafeta receba essa informação.

Aos utilizadores é também oferecida a taxa de entrega, até 3 de Abril, em todos os pedidos, independentemente do dia ou horário. Devem, para isso, introduzir o TAXAGRATIS no separador “Promoções”. A Uber garante que o impacto financeiro desta medida é totalmente suportado pela própria empresa e não pelos restaurantes.

Ainda no sentido de mitigar o impacto do novo coronavírus nos negócios, a Uber irá disponibilizar a opção de transferência diária dos valores facturados através da aplicação (dias úteis), em vez da cadência normal de uma vez por semana. A mesma opção chegará em breve aos parceiros de entrega.

Além disso, a Uber diz ter removido as taxa de acesso e activação de conta para todos os restaurantes que adiram à aplicação durante o estado de emergência (até 3 de Abril) . Para os restaurantes que já iniciaram a sua parceria com o Uber Eats, as taxas de activação a cobrar durante este período serão também dispensadas.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...